26 outubro, 2011

Para eles que são a minha melhor obra...



Eu ainda não sei, meninos, como fazer para que vocês saibam que os amo muito. Talvez, pelo meu jeito atrapalhado eu nunca saiba. Mas saibam que eu sofro muito por não estar mais perto de vocês. Queria tanto sair, caminhar, brincar, estar mais junto...

Nenhum comentário: