02 outubro, 2011

Oh, os carnavais de minha infância! A bisnaga de água que por alguma razão por mim desconhecida era chamada de lancheira. Pelas ruas do meu bairro, Monsehor Fabrício, os meninos maiores enchiam suas "bombas" com água suja e sem pena, melavam os traseuntes, que não raro reagiam às vezes com violência...

Mas a lembrança mais cara é a dos frevos nas diversas casas da rua Leal de Barros...

Nenhum comentário: