02 agosto, 2011

Ei, meninos, por quê?




Eu tenho dois lindos filhos e todos os dias peço a Deus que os livre dos vícios e do abismo profundo. Quando os vejo ainda tão pequenos e ingênuos, olhando com ternura para todos que os rodeiam, com absoluta inocência, penso, como pai coruja e babão, que eles serão assim para sempre.

Os adolescentes com que eu lido todos os dias desde o ano 2000, também foram assim inocentes, ingênuos, puros, meigos como os meus filhos são hoje.

Em que momento esses adolescentes decidem se perder no mundo das drogas? Quando acham bacana e libertário fumar um baseado ou chegar embriagado em casa, pra onde foi a inocência e a ingenuidade? Em que momento eles a perderam? Por quê?

Sinto uma grande consternação quando me deparo com adolescentes que estão perdendo tudo: o autorrespeito, as oportunidades, o apoio dos amigos, a confiança dos pais, perdendo o próprio futuro, por causa das drogas.

Um pena mesmo.

Que Deus proteja meus meninos, Amém.

Nenhum comentário: