09 junho, 2011

Cesare Batistti riu por último! Às suas vítimas, o escárnio do STF.

Quem - e há muitos, acreditem - vibra com a decisão do STF de pôr em liberdade o terrorista italiano Cesare Batistti, condenado à prisão perpétua na Itália pelo assassinato de 4 pessoas quando militava numa organização terrorista de extrema esquerda na década de 1970, desrespeita a dor de 4 famílias que perderam seus entes numa ação covarde.


Decisão do Supremo se cumpre, mas quem disse que não se discute? É emblemático que essa decisão, que há de nos envergonhar no tribunal da história, tenha sido tomada no nono ano do governo petista. Mais: tem a sua origem no próprio governo do PT que tudo fez para esse desfecho triste.

Ninguém, nesse país, mais do que o petismo rebaixou as leis, as instituições e humilhou a decência e o decoro.




3 comentários:

josean ricardo disse...

O governo brasileiro, do PT, nunca vai afirmar o real motivo desse tratamento a Cesare Batistti. Trata-se de uma retaliação ao caso Salvatore Cacciola que fugiu do Brasil para a Itália com milhões e milhões de dólares desviados no escândalo do Banco Marka, financiado pelo governo brasileiro, do PSDB. Na Itália Cacciola era livre, sem ser incomodado numa vida luxuosa e só foi preso porque foi tomar uma em Mônaco!

josean ricardo disse...

Oi Zé Paulo parabêns pelo blog, muito bom, espero poder colaborar quando possível. Um abraço do seu colega dos tempos de universidade Josean Ricardo!

Um brasileiro disse...

ola. tudo blz? estive por aqui. gostei. bons textos. infelizmente é o Brasil comandado pelo PT e quem escolhe o STF... apareça por la. boa atitude do governo da
Italia. abraços.