29 março, 2011

Consoada...

Hoje à tarde morreu o ex vice-presidente José Alencar. Sua luta contra o câncer foi um exemplo. José Alencar ensinou a muitos brasileiros que enquanto restar um fio de vida devemos, sempre, agarrarmo-nos a ele. Mas às vezes dá uma vontade louca de saltar no escuro... Ainda bem que vontade dá e passa.

João Cabral de Melo Neto, no seu famoso Morte e Vida Severina, escreve:

"Seu José Mestre Carpina,
que diferença faria
se em vez de continuar
tomasse a melhor saída:
a de saltar, numa noite,
fora da ponte e da vida?"

José Alencar, com sua luta, provou-nos que muita diferença faz entre lutar com as mãos e abandoná-las para trás...¹

Imagino que o ex vice-presidente tenha recebido a visita dessa carnívora assanhada² da mesma forma que o poeta Manuel Bandeira, em Consoada, imaginou...

CONSOADA

Quando a Indesejada das gentes chegar
(Não sei se dura ou caroável),
talvez eu tenha medo.
Talvez sorria, ou diga:
- Alô, iniludível!
O meu dia foi bom, pode a noite descer.
(A noite com os seus sortilégios.)
Encontrará lavrado o campo, a casa limpa,
A mesa posta,
Com cada coisa em seu lugar.




Notas:

1- Morte e Vida Severina, João Cabral de Melo Neto.

2 - Poema Negro; Augusto dos Anjos.

Nenhum comentário: