16 fevereiro, 2011

Assim é o PT e os Petistas.

Do blog do Reinaldo Azevedo.

É de maio de 2000. Da esquerda para a direita, vocês vêem os então deputados Aloizio Mercadante, Antonio Palocci, José Dirceu, Babá (hoje no PSOL) e Ricardo Berzoini. Todos eles protestam contra o reajuste do mínimo proposto pelo governo FHC, que passava de R$ 136 para R$ 151 — 11,11% de reajuste. A inflação de 1999 tinha sido de 8,94%. No ano seguinte, 2001, o mínimo foi para R$ 180 (19% de elevação), contra uma inflação, em 2000, de 5,97%. O salário votado para 2002 foi de R$ 200, com reajuste de 11,11%, contra uma inflação, em 2001, de 7,67%.


Há alguns meses escrevi o que considero ser a explicação sobre a natureza mitômana do PT. Na ocasião fiz uma distinção entre o petista clássico - mentiroso contumaz - e o eleitor do PT. Se você não tiver tempo de ler o texto aqui, pode ficar com a foto que está no topo desse post.

No ano 2000, esses baluartes da moral protestavam contra o reajuste do salário mínimo na Era FHC. O reajuste era 11, 11 % acima da inflação. Pois bem. Esses mesmos que estão na foto, e outros tantos, consideram, hoje, uma irresponsabilidade o governo Dilma reajustar o mínimo acima da inflação.

Naquela época eles acusavam o governo Fernando Henrique de prejudicar os trabalhadores com um reajuste 11,11% acima do índice anual da inflação, porque, afinal, achavam que o governo podia dar mais. Hoje, vejam que mimo, acham que o trabalhador deve agradecer ao governo Dilma pela proposta de dar reajuste ZERO para o salário mínimo, porque, afinal, o governo está apertando o cinto.

Assim é o PT e os petistas. Resta saber, leitor, se você é um eleitor do PT ou um petista clássico.

2 comentários:

Alexandre Valdevino disse...

Pois é, Zé. Nada tão conservador quanto um liberal no poder, nada tão liberal quanto um conservador no poder. Essa rapaziada que está na foto só tem compromisso com uma coisa, nós sabemos: com o poder. Afora isso, o resto é patranha.

Fernanda Gabriela disse...

Fantástico, falou tudo!