27 março, 2008

A popularidade do presidente e o descalabro das instituições


A pesquisa CNI/Ibope, constatou que a popularidade do governo Lula é a maior desde março de 2003, quando o primeiro levantamento foi feito. Naquela época, a avaliação boa e ótima do governo era de 51%, três meses após a posse. No levantamento divulgado hoje, esse número subiu para 58%. Toda vez que números tão alvissareiros chegam ao conhecimento do presidente Lula, sua verborragia petralha, seu discurso canhestro, sua glossolalia, saltam aos olhos e causa constrangimento a todo brasileiro sério, instruído e decente. A malta que festeja os números, exibe a alegria dos ímpios. Refestelam-se nos bueiros de onde vieram e aos quais, ainda que se perfumem, não deixarão nunca de pertencer.

Em Pernambuco, onde esteve fazendo campanha eleitoral com dinheiro público, aproveitou o ensejo para mentir, escarnecer, fazer pilhéria e provocar. Em tom jocoso, declarou que ligou para o presidente Bush para ele resolver a sua crise, lá. Disse que nós tínhamos experiência em salvar os bancos, e, se ele quisesse, o Brasil poderia ensinar. Mentiu, quando disse que o acordo entre a CEF e a compesa só não saíra antes, porque o então governador Jarbas Vasconcelos - hoje senador pelo PMDB de Pernambuco e ferrenho crítico do governo e do presidente - atrapalhara as negociações. Isso é simplesmente, mentira!

O senador Jarbas Vasconcelos respondeu às críticas hoje, no plenário do senado federal. Fiquem com alguns trechos do discurso de Jarbas, colhido no blog do Jamildo, no JC on Line.

PAC ELEITORAL

Lideranças precárias e primitivas defendem constantemente o Governo, a exemplo do que fez a Líder do PT ontem (senadora Idelli Salvatti), que nos acusa de fazer prática eleitoral aqui. E, no âmbito da CPI, diz que a ministra (Dilma Roussef) vai ser mais importante ainda em 2010.

Ela não está fugindo do contexto, porque o Presidente da República, no meu Estado, ontem (26), disse que – usando palavras chulas como sempre – a Oposição tirasse o seu cavalinho da chuva, porque quem ia ganhar a eleição era o Governo. Foi a Pernambuco no avião presidencial e montou o palanque do PAC, que tem servido de palanque eleitoral.

CAMPANHA COM DINHEIRO PÚBLICO

Não vale ele dizer que não está em campanha, porque é inelegível e não irá disputar a eleição em 2010, pois está indicando pessoas e fazendo campanha eleitoral com dinheiro público; com avião, com gasolina e no chamado palanque do PAC. E ainda diz que vai para os outros Estados; e vai para os outros Estados.

O que temos que fazer é gritar, é protestar, é bater na porta da Justiça, mostrar que o presidente da República está em campanha eleitoral. Ele pode dizer a toda hora e a todo instante que estamos contra o povo, que estamos isso, que estamos aquilo, que queremos tolhê-lo, que queremos deixá-lo aqui em Brasília ouvindo os discursos da oposição. Isso é problema dele. Mas ele não pode usar o dinheiro público para ir aos Estados com tanto tempo de antecedência da eleição, fazendo campanha eleitoral, querendo fazer este Congresso, a mídia, a opinião pública e o povo do Brasil de imbecis.

PRESIDENTE GOZADOR

Como o País já se encontra completamente desmoralizado – Senado e Câmara dos Deputados desmoralizados pelo Governo, pelo PT e pelo PMDB, que ajuda o PT –, o Presidente da República está levando essa coisa na gozação e na ironia. Já desmoralizou e acuou o Judiciário. Não vejo movimentação aqui dos grandes partidos, como o PSDB e o Democratas, no sentido de irem ao Supremo e à Justiça Eleitoral denunciar o Presidente da República.

POPULARIDADE E DITADURA

Lideranças precárias aqui dentro defendem isso, defendem dentro da CPI (dos Cartões)que a Ministra (Dilma Roussef) vai ser mais importante ainda em 2010, fazem a defesa neste plenário de que a Ministra não deve ser convocada porque não tem nada a ver. Tem! Este não é um País de idiotas. Este País não deve se surpreender, porque Lula tem 70% de aprovação. Garrastazu Médici, em plena ditadura militar, um dos mais cruéis ditadores que este País teve, alcançou – eu era deputado estadual à época – 84% de aprovação. E deu no que deu. Quer dizer, Lula não chegou nem aos 80% ainda e pode chegar a esse patamar, usando dinheiro público, fazendo campanha eleitoral. Mistificando, como tem mistificado, o povo brasileiro, é possível que chegue aos 80%.

DILMA E O DOSSIÊ

Qual o inconveniente de a ministra (Dilma) vir aqui na próxima semana? Porque esses dados estavam dentro da Casa Civil e, se estavam dentro da Casa Civil, vazaram. Se é mentira ou não da Veja, é outra história. É outra história se é mentira ou se é verdade. A verdade é que se diz que há um dossiê e que o Governo o soltou. Não é a primeira vez que o Governo desmente isso. O dossiê contra José Serra em 2006 continua aí. Os aloprados palitando os dentes, soltos, nenhum, nenhum deles foi algemado. Continuam trabalhando dentro do Palácio, continuam trabalhando fora do Palácio e são do PT.

Mostraram um saco de dinheiro. Os aloprados mentiram. Aquele dossiê não deu em nada. Esse também não vai dar em nada. Essa CPI não vai dar em nada, porque esta Casa está completamente desmoralizada.

PODERES DEMORALIZADOS

O Presidente da República disse que não vai abrir mão de medidas provisórias. Já mandou uma enxurrada na semana passada, continua mandando agora e vai mandar mais amanhã, porque o Presidente quer desmoralizar este País, porque, desmoralizando este País, vai haver uma onda para um terceiro mandato.A justiça já está desmoralizada. O Poder Judiciário já está desmoralizado, quando enfrentou, topou, peitou um Ministro do Supremo, Presidente do Superior Tribunal Eleitoral e ficou por isso mesmo. Vai para os Estados fazer campanha eleitoral. Atribui a nós, oposição, essa responsabilidade. Suas Lideranças – para usar um termo muito comum ao nosso Presidente dos Tucanos, Sérgio Guerra – precárias e primitivas, aqui dentro ficam a gritar e a dizer que estão certas e que a oposição é que está errada e fica por isso mesmo.

CAMINHO DO ARBÍTRIO

Na semana passada empurraram goela adentro uma TV pública por medida provisória. Eu, por exemplo, votaria uma TV pública se fosse mediante projeto de lei, mas não medida provisória. De forma que estamos em marcha batida para um terceiro mandato de Lula. As instituições serão desmoralizadas, porque ele não leva em conta a mídia, não leva em conta o Congresso. Ele já desmoralizou o Poder Judiciário. Já disse que o Tribunal de Contas da União era um acampamento de políticos aposentados. Então, não sei mais quem é que falta a Lula desmoralizar neste País para continuar essa marcha no itinerário do arbítrio.

Nenhum comentário: