22 fevereiro, 2008

Vai de retro Edson!

Um político ou apenas um militante, sendo eles de esquerda, não resistem às elementares noções de lógica. Em Recife, no blog do Jamildo, um tal de Edson Silva, presidente estadual do PSOL e pré-candidato à prefeitura do Recife, escreveu para o blog um artigo onde critica a atual gestão do PT, mas também as anteriores, do PMDB e do PFL. Suas propostas são um misto de porra-louquice e fantasia. Fico pensando que enquanto formos um país de pouca leitura e pouca instrução, sempre haverá espaço para gente como Edson Silva e seus congêneres de esquerda. Atenção para alguns trechos do artigo.

"A população do Recife vivencia e sente com mais força a violência e o desemprego como os seus principais problemas. Segundo o Mapa dos Municípios 2008, Recife é a capital mais violenta do país. Simultaneamente, sofremos, de forma dramática, com a falta de habitação e saneamento. Falta também atendimento básico à saúde.

Segundo o Ministério da Educação, a educação em Recife é a pior entre as capitais brasileiras. Parte significativa dos recifenses não tem acesso a transporte público. Faltam políticas públicas para a juventude, para a melhor idade, para o meio-ambiente, para comunicação, enfim, a lista seguiria.

A situação da cidade está assim após sete anos de gestão do PT e do PC do B. Os defensores da atual gestão dizem que a situação antes era pior. E nisso concordamos com eles. A gestão atual é menos pior que as imediatamente anteriores, razão pela qual partidos e políticos que já administraram a cidade não têm autoridade política para fazer uma oposição conseqüente. São oportunistas, buscando retornar à teta, hoje dedicada a outras bocas."

Ora, se o Recife hoje é a capital mais violenta do país, segundo o Mapa dos Municípios de 2008, se os índices de saneamento são deploráveis, se somos a pior capital em qualidade na educação, se falta atendimento básico à saúde da população, se a juventude está esquecida e mesmo assim, a atual gestão do petista João Paulo - que está há 7 anos no poder - foi apenas menos pior que as anteriores, como não deveria ser o Recife entre 1992 a 2000? Ao rotular a atual gestão de "menos pior", Edson Silva revela a solidariedade esquerdofrênica com o PT. Criticar o PT até pode, mas tem que dizer que os outros foram bem piores.


Há um trecho no artigo que me causou apreensão: diz o arauto da ideologia da morte: " Contudo, não basta coragem, é preciso ter força. E a força está no povo e na sociedade civil organizada e mobilizada, no controle social implacável por parte da população." Quando um esquerdista diz que é preciso ter força e controle social implacável, acreditem, não é retórica nem figura de linguagem. Os crimes da esquerda sempre foram encobertos pela idéia da mobilização popular e pelo interesse do povo, quando atendiam, em verdade, aos interesses da burocracia do partido. Vai de retro Edson Silva! Canta para subir, coisa ruim! Quem te mandou que te receba! Leva para longe essa ameaça marxista-leninista, seja de linha trotskista ou stalinista!

Fazendo uma piada involuntária, Edson Silva lembra que: " Prefeitos já foram assassinados por, supostamente, apenas tentar alterar a velocidade dessas engrenagens, vide Celso Daniel, ex-prefeito petista de Santo André (SP). Mas o PSOL tem a coragem necessária para buscar desmontar estes esquemas." Esse Edson é um fanfarrão! Todos sabem, até a família do prefeito assassinado, que o crime está ligado ao esquema de arrecadação para Caixa Dois de empresas que tinham contrato com a prefeitura. Celso Daniel não foi morto porque descobriu o esquema, pelo contrário, ele não só sabia do roubo com foi um dos arquitetos da ação criminosa. Ele morreu porque perdeu o controle da quadrilha que ele lotou na prefeitura de Santo André, e quando quis pôr freio ao roubo, morreu! A verdade é essa.

O PSOL tem coragem para desmontar? É mesmo? Meu maior medo não é o PSOL desmontar a máquina da corrupção, mas a de criar outras, como a da violação dos direitos individuais e da democracia representativa. Além do mais, onde tem um esquerdista, sempre haverá um crime!


Quem tiver saco para ler o artigo na íntegra, vai ver que o dirigente do PSOL acredita que se o Recife apresenta índices sociais tão ruins é apenas por culpa e incompetência das administrações anteriores que foram corruptas e descompromissadas com o povo. Claro que político algum gostaria de ser lembrado por ter melhorado os índices de segurança pública, educação, saúde e saneamento. Só o PSOL é que com uma abstrata mobilização popular, com uma anacrônica crítica às privatizações, com o tal "controle social implacável" vai transformar a cidade do Recife em outra cidade. Não tenho dúvida! Ponham isso em prática e garanto, aqueles cubanos que fugiram da prisão caribenha para viverem na cidade, vão começar a pensar em voltar para a ilha do "capetel" Fidel! (Ele não é mais presidente, mas enquanto aquele cádaver que esqueceu de deitar ainda respirar, ele mandará na ilha!)




Nenhum comentário: