13 janeiro, 2008

Uma mão lava a outra.

O que mais me irrita nos petistas ou nos filo-petistas ou em outros imbecis da espécie, é o discurso cínico que produzem para justificar as tramóias, a ilegalidade ou o roubo puro e simples. Quando a CPMF foi derrubada, muitos desses citados acima tiveram a desfaçatez de culpar a oposição que com seus votos, impediu que os recursos da CPMF, em sua totalidade, fossem para a saúde. O presidente havia garantido, diziam. A palavra de Lula vale tanto quanto um bago de jaca mole mastigado. Não custa lembrar que o presidente prometera não aumentar a carga tributária. O que aconteceu?

Atuando sempre como militantes e não como pensadores, muitos acadêmicos e jornalistas que têm seu almoço direta ou indiretamente, pago pelo governo, dão entrevistas, escrevem artigos, têm colunas, blogs e neles procuram legitimar a desfaçatez, a canalhice, a mentira, que tomaram conta desse país nos últimos 5 anos.

Hoje, quando um petista ou animais da mesma espécie, vem me dizer que não houve mensalão, que foi tudo invenção da mídia golpista, mostro a entrevista do capitão da quadrilha na Revista Piauí. Pela primeira vez um crápula - este verdadeiro- da cúpula, confessa sem pejo, como funcionava o esquema ilegal. José Dirceu declara que o PT, através de Delúbio, procurava empresários para conseguir a grana que deveria ajudar candidatos do partido. José Dirceu não diz, mas ele sabe que Lula ao invés de formar uma coalizão com o PMDB, lá em 2003, decidiu comprar os deputados do PP, PTB, PL - hoje PR - e outros nanicos. Não que a aliança com o PMDB fosse uma garantia de honestidade, longe disso. Mas ao menos seria uma aliança baseada na legalidade institucional. Distribuir cargos em troca de apoio no congresso é imoral, mas a lei permite e faz parte do jogo. Distribuir dinheiro a partidos e a deputados para ter apoio no congresso , é um acinte! É o assassínio da democracia.

O novo escândalo é a compra da Brasil Telecom pela Telemar/oi. Essa operação bilionária, para se concretizar, precisa de um decreto presidencial mudando a lei que proíbe que uma operadora fixa compre outra, do mesmo ramo. É o caso em questão. Os canalhas já começaram a divulgar por aí que esta operação vai produzir uma mega empresa nacional para concorrer com as multinacionais. Logo, têm justificado a ilegalidade com o discurso do patriotismo, quando as verdadeiras razões para essa alteração da lei, são outras, bem mais privadas. A escumalha que está sempre pronta a justificar os crimes do PT, do governo e das esquerdas, já encontrou seu discurso cínico para defender tamanha ilegalidade. Estamos defendendo o capital nacional!

Esses estúpidos pensam que todos os brasileiros sofrem do mesmo mal. Só um dado para marcar essa operação como um pagamento de contas. Leiam abaixo:

Por Leonardo Souza e Fábio Zanini, na Folha. Volto depois:
Um dos principais acionistas privados da Oi e maior interessado na compra da Brasil Telecom, o grupo Andrade Gutierrez foi também o maior financiador do PT em 2006, ano com o último dado disponível.A construtora mineira doou R$ 6,4 milhões para o partido -dinheiro usado sobretudo para financiar a além de outras campanhas petistas. Em um distante segundo lugar, de acordo com a prestação de contas feita ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), veio o Santander, com contribuição de R$ 3,23 milhões.Além da doação ao partido, a reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva,Andrade Gutierrez doou R$ 1,52 milhão diretamente para a campanha de Lula em 2006.Para que a Oi possa comprar a BrT, é preciso um decreto presidencial mudando a legislação. O governo apóia a venda da BrT (...) Leia mais aqui.

Querem um exemplo de um jornalista que come na mão do governo? Leiam sua coluna e vejam que inocente é o sacripanta. Em todo momento ele justifica a mudança de um decreto, não estou falando de uma mudança de canal de TV, mas de um decreto que regulamenta as outorgas, com a promessa de se fazer uma grande empresa nacional - o que é verdade - capaz de fazer frente às gigantes internacionais do setor - o que não é uma garantia. A cereja desse bolo solado é que a possível mudança desse decreto beneficia o "Ronaldinho" de Lula, seu filho Lulinha, um dos donos da Gamecorp que recebe recursos da Telemar/oi que vem a ser a empresa que quer comprar a Brasil Telecom, operação que depende apenas, para ser concretizada, de uma mudança de decreto que só pode ser feita pelo pai do Lulinha.

Eis a ética do homem que disse que ninguém no Brasil tem mais ética do que ele.




5 comentários:

Ricardo Rayol disse...

É a forma que encontraram para participar das privatizações

PATRICIA M. disse...

Eu nao entro em sites esquisitos nao, eu heim, quer contaminar meu computador? hahahahahaha.

Da vontade de vomitar quando leio qualquer coisa sobre a canalha petralha...

So de ver a cara do inchado Lula entao.. E o sapo gordo do Ze Dirça, implantando cabelinho na cabeça? Nao é uma graça? Que frô.

S disse...

O que eu não acredito em relação ao mensalão é que ele seja exclusivade do governo do PT. Esse tipo de articulação deve rolar direto, a tempos e a vários governos como uma forma de garantir a aprovação de leis, projetos e afins.
Isso é coisa da minha cabeça, nunca vou conseguir provar. É uma conclusão baseada tão somente no meu achismo de que vale tudo na política. É até muito sinismo, de um falso moralismo um querer apontar ou julgar o outro lá dentro. Já que todos devem se valer de um toma-lá dá-cá de vez em quando.
No mais, não acho que petistas sejam estúpidos ou seja lá o que for. Mas também não gosto deles. Mas você conhece algum partido que seja isento e formado por pessoas totalmente idôneas???
Falar do PT é fácil. Mas não custa lembrar que a oposição é tão salafrária quanto eles. A eleição do LULA representou nada mais do que a troca de 6 por meia-dúzia. Só que com um discursinho hipócrita de esquerda pós-moderna.
No mais, todo grupo político produz intelectuais que vão buscar justificar e legitimar suas ações. Não é exclusividade do PT, nem novidade para nós. Isso é apenas uma questão de posicionamento ideológico.
O fato deles não escreverem textos afinados com o que vc acredita não faz deles burros. São desonestos. São hipócritas. Mas definitivamente não são burros. Ainda mais se tomarmos como referência a maioria semianalfabeta desse país. Essas pessoas estão muito acima da média.

Costajr disse...

S, você, é claro, pode acreditar no que quiser, é um direito. Apesar de você dizer que não gosta de petistas, tem no fundo, é o meu "achismo", uma certa simpatia pelo PT dos tempos das bravatas. Talvez você não goste do PT das maracutaias, mas sabe como é, os outros também fizeram das suas e, portanto, é injusto o PT apanhar sozinho.

Acho que no conjunto da obra, o PT, em apenas 5 anos no GOVERNO FEDERAL, ganha de longe o campeonato da canalhice política.

Na prática, você, talvez de forma inocente, ratifica o discurso daqueles que você chamou de hipócritas. "nós roubamos, mas os outros também roubaram". Você esquece que o PT construiu sua história com o discurso de que "somos diferentes" e agora, com um Cinismo aterrador, eles dizem: "nós somos iguais aos outros.

O problema, para mim, não está em todos os partidos terem seus salafrários. O problema é que no PT o salafrário não é a exceção, mas a regra!

S disse...

Olha, eu nunca gostei de PT e nunca votei neles. E vc vai entender quando eu disser que sou simpatizante do finado Brizola (mas nunca votei nele pq para cargos do executivo eu sempre voto nulo)e gosto bastante do PDT, que tbm em lá seus erros.
Não gosto do PT nem na época em que fazia discursos em que reivindicavam ser o único partido que tinha legitimidade para fazer oposição. Aquilo era pura bravata!

Não acho injusto que apanhe sozinho. É até legal ver que eles aprenderam como são contraditórios quando estão no poder. Ver o Lula por exemplo falando que deve ser descontado o salário de grevista é risível. Aquele não deve ser o mesmo que anos atrás fazia piquete e liderava operários grevistas...

Só não acho justo se o PT for o único a apanhar. O que é bem diferente. Ainda por cima, ele fez alianças políticas para garantir a tal governabilidade. Então temos que ter em mente que eles não estão fazendo sujeira lá sozinhos. Ninguém governa, aprova emendas, faz leis, nem nada sozinho.

Não ratifico o discurso deles. Muito pelo contrário, sou tão desiludida com todos eles que não tenho respostas para dar sobre o que fazer para mudar a situação.

Por exemplo, no governo FHC não teve tanta denúncia, mas nenhum CPI passou tbm! Não consigo lembrar de uma nesse momento para citar. Não se trata de ter sido mais honesto, mas sim que houve uma união de forças para evitar qualquer coisa que causasse descrédito no governo. Nós sabemos que isso foi feito para evitar um desgaste na imagem no governo, porque isso é usado politicamente por quem faz oposição, seja ela qual for.
Foi só uma ilustração.

Eu acho que é certo lembrar, denunciar e reclamar. Eu só perdi a esperança de que algo possa surtir algum efeito ou representar alguma mudança. Se trocar quem está no governo, eu vou continuar afirmando que foi uma troca de 6 por meia-dúzia. Afirmo isso com base, é claro, nas figurinhas que vejo por aí. Está para surgir ainda algum político (e isso independe de posição partidária) que desperte em mim algum tipo de confiança, que demonstre verdadeiro comprometimento com o destino do país de uma forma geral.

O último parágrafo que vc escreveu, está perfeito!

Quanto ao seu achismo, no fundo, no fundo, bemmmm lá no fundo mesmo, ainda tem uns 10 metros de bosta. E ainda assim, lá no fundinho, não há espaço pro PT. Definitivamente!