29 dezembro, 2007

Respondendo ao Blogildo.

Depois de um silêncio que para mim foi desconcertante, Blogildo resolveu falar. Tentei replicá-lo. Ele vetou a resposta, talvez para não alimentar uma polêmica gratuita. Abaixo, reproduzo a resposta que ele meu deu nos comentários de seu blog. Ele, em vermelho . Eu, em azul

Nunca foi segredo a minha religião. Eu já disse aqui no Blogildo que sou testemunha de Jeová mais de uma vez. O blog já tem mais de dois anos(contando com a fase AOL). É só procurar nos arquivos. Eu não vivo repetindo minha denominação por duas razões básicas: 1) Não vejo necessidade e 2) não quero levantar polêmica gratuita.

Segredo talvez não fosse, mas que muitos que lêem o seu blog e comentam nele não sabem de sua fé, não sabem. Fui aos arquivos de 2006, e, até junho, não vi um só post em que você se declarou Testemunha de Jeová. No máximo, havia referências indiretas, como você escrever que pertence a uma minoria religiosa. Mas declarar de forma clara que é um jeovita, não li. Sou capaz de apostar que poucos – dos que lêem o seu blog - saberiam dizer qual sua religião. Isso para mim é omiti-la. Com qual propósito? Não sei, apenas desconfio. Talvez em algum outro post você tenha declarado sua fé, mas essa confissão, se existiu, foi quase clandestina no conjunto de seus posts sobre temas cristãos.

Acho que é necessário sim – sobretudo para ser claro e honesto – dizer onde se situa nossa crença quando defendemos posições teológicas ou questionamos e atacamos dogmas e símbolos sagrados. Escondendo tal informação, nossa credibilidade fica abalada, é o que penso. Quando Reinaldo Azevedo e Olavo de Carvalho – dois autores que você lê – defendem suas posições religiosas, eles deixam claro que são católicos. Acho isso uma postura honesta. Mesmo o Janer e seu ateísmo militante, quando dá suas caneladas na Igreja o faz do ponto de vista de um ateu. Quem lê os textos dele sabem de que se trata da opinião de um ateu. Acho isso honesto. Não é irrelevante.

Não entendo porque confessar sua fé seja levantar uma polêmica gratuita. Para mim, seria uma demonstração de sua confiança nos ensinamentos dos jeovitas. A não ser que você admita que as crenças dos jeovitas sejam, por definição, polêmicas e repulsivas à maioria dos cristãos, e, por isso, você prefira omiti-las. Para parecer isento? Talvez.

Da necessidade.

Observe que sempre utilizo, com raras exceções, a tradução católica Ave Maria e a João Ferreira de Almeida. Uma vez ou outra uso a Tradução do Novo Mundo. Além disso, não utilizo publicações das TJ aqui no Blogildo. Você nunca me verá citando aqui tais publicações. Normalmente cito obras de fácil acesso a qualquer leitor mediano. Além disso, quem conhece as doutrinas das TJ sabe que muita coisa do que coloco aqui é MEU entendimento das Escrituras apoiado por alguns anos de estudo e análise.
Observe que, no geral, as crenças de protestantes e católicos não diferem muito. As doutrinas, no geral, são as mesmas. E, a meu ver, em muitos casos, um bocado longe do que vai na Bíblia. Observe que sempre apelo para a Bíblia. Qualquer Bíblia. Me rotulo cristão e não vejo necessidade de pedir a denominação religiosa de ninguém para promover um debate.

Quando você diz que “ nunca me verá citando aqui tais publicações [das Testemeunhas de Jeová]”, você, certamente, esqueceu que num post sobre Calvino e Servet, publicado no dia 04 de maio de 2006, você diz:Hoje eu vim para o trabalho lendo um artigo da revista "A Despertai!" do mês de maio de 2006 (peça a qualquer Testemunha de Jeová que você encontrar. E não esqueça de dar uma contribuição) entitulado (sic) - "Miguel Servet – sozinho na busca pela verdade". Ora, A Despertai e A Sentinela são duas conhecidíssimas publicações das TJ. Você perdeu a chance de dizer que a tem porque é membro da seita – o que não é nenhum demérito – mas omitiu a informação. Para não levantar polêmica gratuita? Mesmo fazendo proselitismo de maneira disfarçada – para parecer isento? - O que sei é que citando ou não publicações jeovitas, todas suas opiniões sobre os “erros” das igrejas cristãs – católicas e protestantes - são crenças há muito firmadas entre as TJ.

Você esconde, por exemplo, que os jeovitas têm uma Bíblia toda particular, chamada Tradução do Novo Mundo, onde algumas palavras, quando traduzidas do grego, tiveram seus sentidos alterados. Por qual motivo não citar as publicações da seita?( e você citou, ainda que maneira displicente) Para não parecer comprometido com elas? Ora, Blogildo! Não há uma só opinião sua que não encontre respaldo no corpo doutrinário da seita que você professa. Então para quê o purismo, de resto inverídico, de “nunca me verá citando aqui tais publicações”. Precisaria?

Os jeovitas têm como ambição reviver o cristianismo primitivo e partem da premissa de que todas as religiões cristãs são falsas porque não seguem estritamente o que está na Bíblia. Na escatologia jeovita, apenas os TJ viverão quando Jesus voltar. Uma parte, no mundo material; uma outra, a elite, entre os 144.000, no céu. Isso significa que todo o resto, perecerá. Não há espaço para negociação. Eles, os jeovitas, serão preservados porque vivem o cristianismo primitivo, o verdadeiro; os outros, o cristianismo falso. Quando Blogildo diz que as doutrinas católicas e protestante são em geral parecidas, ele fala a verdade. Ambas crêem na Trindade, no céu, no inferno, na divindade de Cristo, mas para um jeovita, isso é mentira. Um erro. Portanto, os cristãos – católicos, ortodoxos, protestantes, neopentecostais, serão todos aniquilados. Apenas os verdadeiros cristãos, os jeovitas, é que ficarão. Isso é ponto consensual entre eles.

Da polêmica gratuita.

Existem algumas polêmicas envolvendo as TJ que não contribuem em nada para o meu propósito no blog: Incentivar a leitura da Bíblia. Por sinal, acho que tenho logrado algum êxito nesse sentido. Logo, pra quê ficar alimentando polêmica a toa?
Além disso, não respondo pelas doutrinas das TJ. Sou um indivíduo e respondo pelo que penso e acredito. Não respondo por coletividades de nenhuma natureza.
Mas sou testemunha de Jeová sim! Algum problema nisso? Isso desmerece minha linha de argumentação?

Abraço!

Talvez aqui ele se refira à polêmica mais conhecida da seita. Os jeovitas não admitem a transfusão de sangue. Acham que a Bíblia – sobretudo em Levítico – proíbem-na. Já teve até uma novela, Barriga de Aluguel, que tratou desse tema. Na trama, de Glória Perez, o médico Molina, contrariando o pai de moça que precisava de transfusão, fez o procedimento e salvou a vida da paciente. Foi processado, mas venceu.

Sei de um caso, esse real, de um bebê prematuro, nascido há poucos dias em Brasília, com 700 gramas, que precisará, mais cedo ou mais tarde, de uma transfusão para ter chance de viver. Seus pais, jeovitas, já disseram que não aceitam o procedimento. Quando a hora chegar, os médicos farão a transfusão e esperarão o processo.

Sua intenção parece nobre, mas desconfio da sinceridade dela. Dizer que seu objetivo é apenas incentivar a leitura da Bíblia, escamoteia outra finalidade: que se leia a Bíblia sob a ótica de um jeovita. Segundo sua crença, as passagens bíblicas são claras, não precisam de uma exegese especial. O leitor atento perceberá as verdades evidentes. Assim, conforme sua fé, ao ler a Bíblia, a pessoa seria levada – claro que influenciada pelas suas citações, a entender a Bíblia como entende uma TJ. Não faz sentido, para uma TJ, incentivar a leitura da Bíblia se não for para tornar uma pessoa freqüentadora dos Salões do Reino. Afinal, no dia do advento, só os jeovitas terão o galardão. Por isso, seu blog é uma forma de proselitismo. O que é legítimo, desde que fique clara essa intenção.

Não há nenhum problema em você ser Testemunha de Jeová. Problema há – é o que penso – é você esconder que é, quando defende posições teológicas heterodoxas. Ao confessar que é um jeovita, sua argumentação não fica melhor nem pior, só passa a fazer mais sentido.

8 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Meu amigo não entendi bem a polêmica. No meu caso, quando visito o Blogildo, não entendo porra nenhuma do que ele diz. Não sou católico, nem judeu, muito menos evangélico. Na verdade gosto mesmo de ir lá pegar no pé dele. A veracidade na defesa de algum princípio, qualquer um, não pode se basear 100% em declarações públicas. Quem me lê, por exemplo, acredita que sou anti-petista, um engano. Sou anti-político, no caso contra os venais brasileiros, fisiologistas e fdp.

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Foi sempre o que captei nos textos dele.E creio ser ele um TJ mesmo.Posso dizer, pois fui um TJ por 2/3 anos, mas quando tinha meus 15/18 anos.Mas aconteceu que, naquela época eu teria que servir ao exército.Eu queria e fui, queria votar e fui, um irmão meu precisa de transfusão de sangue?será feita.Decidi que moraria com uma mulher sem me casar com ela?Não tenha dúvida que o farei...Ou seja, não combino com religiões.
Mas talvez o Blogildo tenha sido mesmo um TJ, e hoje apenas gosta de estudar a Bíblia, principalmente o Antigo Testamento.

Costajr disse...

Ele ainda é um jeovita. Ele disse! Mas mesmo que não dissesse, teria como provar. o problema não é ele ser uma Testemunha de Jeová, mas não dizer que é, claramente. Sem dizê-lo, passa a impressão - falsa - que não está comprometido com uma crença, ao defender certas posturas e doutrinas.

Cejunior disse...

Interessante, meu amigo. Agora dá para entender o perfil do blog! Antes ficava na dúvida se ele era ateu ou um evangélico radical....
Boas as informações que você passou sobre os TJ: na verdade, só temos notícias deles quando aparece aquele problema da transfusão de sangue.
Meu bom amigo, passei para deixar para a família CostaJR. (pai, mãe e filhota) meus votos de um Feliz 2008 com muita saúde, paz e alegrias.
E torcer que o "Notícias do Planalto" continue instigante, inteligente e gostoso de ler como foi em 2007!
Um grande abraço.

Costajr disse...

Obrigado Carlos, pelos votos!

Até agora, minha suspeita se confirma: a crença do Blogildo era ignorada por muitos que lêem o seu blog.

Daniel. disse...

Eu diria que...
1 - Cuidado com a arrogância provinda de descobrir algo... Arrogância é um dos piores pecados possíveis.

2 - TEM problema o Blogildo ser TJ SIM. Da mesma forma que tem problema o Adam ser ateu ou o 'roça coisa é outra limpa' "não combinar com religiões"! É CLARO que tem problema! Pode não ter pra você, mas vai ter pra eles!

Um abraço (e blogue menos em 2008!)

João Batista disse...

Descobri por acaso que o Blogildo era TJ ao ler sobre os TJs que morreram nas mãos de Hitler, e pesquisando o assunto, encontrei precisamente as mesmas opiniões e crenças Blogildianicas.

Blogildo disse...

Fui aos arquivos de 2006, e, até junho, não vi um só post em que você se declarou Testemunha de Jeová. No máximo, havia referências indiretas, como você escrever que pertence a uma minoria religiosa. Mas declarar de forma clara que é um jeovita, não li. Sou capaz de apostar que poucos – dos que lêem o seu blog - saberiam dizer qual sua religião. Isso para mim é omiti-la. Com qual propósito? Não sei, apenas desconfio. Talvez em algum outro post você tenha declarado sua fé, mas essa confissão, se existiu, foi quase clandestina no conjunto de seus posts sobre temas cristãos.

O que você diz é mentira, CostaJr. Simples assim. Deixei claro minha religião no Blog. Se você não procurou, lamento a sua indisposição de procurar a verdade.

Meus pais possuíam a Bíblia e fui criado como Testemunha de Jeová (e sou até hoje), religião que apesar dos preconceitos contra suas doutrinas, respeita a Bíblia acima de tudo.
http://blogildoblogger.blogspot.com/2006/10/ba-do-blogildo-aol-30102005como-e-por.html

Mais explícito que isso impossível!

O Reinaldo Azevedo e Olavo de Carvalho DEFENDEM o catolicismo. O que é bem diferente de se afirmar católico. Duvido que eles freqüentem às missas aos domingos! Que raio de católico é esse? Eu me afirmo cristão. Me afirmo como Testemunha de Jeová (não como o pejorativo e errôneo “jeovita”).
Honestidade não tem nada a ver com isso. Eu desafio os leitores do meu blog a lerem suas Bíblias e confrontarem o que você chama de “dogmas e símbolos sagrados” com o que está escrito no texto sacro. Geralmente a Bíblia diz algo diferente do que o dogma ou o símbolo afirma. E desafio sempre a me mostrarem na Bíblia.

Eu havia esquecido desse post do Miguel de Servet. Foi um esquecimento. Não foi DESONESTIDADE. Eu deveria ter dito que GERALMENTE, não cito as publicações das TJ. Cito o que qualquer um pode aferir em publicações disponíveis em livrarias. Acho bastante prático.

A Tradução do Novo Mundo não é uma Bíblia particular das TJ. É uma tradução entre tantas outras que existem. Por sinal, uma tradução muito respeitada e coerente. Mas não utilizo apenas ela para expor o que considero relevante.

Quem sobreviverá ao fim do mundo é decisão e julgamento divino. A Bíblia indica que haverá sobreviventes ao julgamento divino. Quem sobreviverá, só Deus sabe, CostaJr. Seria no mínimo tolo afirmar o contrário.

Pergunto: No dogma católico, todo mundo é salvo? Ou só a ICAR é "coluna e amparo da verdade"?

A questão do sangue é polêmica gratuita. Se você pesquisar direito verá que TODAS as igrejas cristãs -católicas e protestantes - eram contra as transfusões de sangue quando a medicina começou a desenvolvê-las. Pergunto: Por que será que elas mudaram de idéia em relação ao uso do sangue?

Eu faço proselitismo, sim. De casa em casa. Como TODOS os cristãos deveriam fazer e não fazem.

Não vivo repetindo que sou Testemunha de Jeová pelas duas razões que já dei. Parecem que elas são insuficientes para você. Você diz que não há problema em ser Testemunha de Jeová, mas, se você fosse tão honesto quanto pretende diria que, ao menos pra você, há problema sim!

E outro ponto: Eu NÃO respondo pelas testemunhas de Jeová. É bom que isso fique bem claro. Da mesma forma que Reinaldo Azevedo e Olavo de Carvalho NÃO respondem pelas doutrinas da ICAR. Estou falando alguma bobagem?

A questão é: O que eu disse sobre a Bíblia e as doutrinas cristãs mudam só por que sou TJ?
Ou será que você pretende usar o preconceito que já existe entre o leitor mediano contra as testemunhas de Jeová para melhor combater meus argumentos?

Ps.: Caso você não tenha notado, minha produção no blog caiu um pouco no final do ano. Isso me impediu de ter responder no tempo que você julgava importante. O problema foi timing. Só isso.