07 agosto, 2007

Meu Manifesto.

Eu gostaria da atenção de todos vocês.

Nosso movimento vem sendo discriminado e demonizado por jornalistas baba- ovos do petismo e do lulismo, e, também, por políticos e militantes do PT, que nos chamam de golpistas, apenas por exercermos a democracia. A petralhada nos considera golpistas, porque o DNA stalinista de um petralha sempre vai encarar as liberdades democráticas, o livre pensamento e as liberdades civis, como golpe. Se pudessem, e olhe que tentaram, calariam jornalistas desafetos, fechariam jornais incômodos e censurariam programas de TV. Tudo isso eles tentaram, mas a democracia e as instituições os derrotaram. Eles, os petistas em particular, odeiam a democracia, a não ser que seja a democracia cubana, ou, quem sabe, a norte-coreana. Para eles, meus queridos, sempre seremos chamados de golpistas, porque defendemos a liberdade!

Outra acusação que nos fazem é de pertencermos a elite branca, aos endinheirados. Gente que não conhece o sofrimento, que vive em suas mansões, e que estariam sendo prejudicadas pelo governo popular do metalúrgico.

Desafio, a qualquer um aqui, provar que eu seja rico! Eu não ganho Land Rover de presente, como Silvinho Pereira, secretário do PT. Eu não passeio em iate emprestado, como fizeream Jaques Wagner e Dilma Roussef. Para andar de avião, eu compro as passagens em suaves prestações. Não viajo de graça como os diretores da ANAC. Nunca fiz empréstimo no Banco Rural ou no BMG. Meu maior empréstimo foi o financiamento do meu carro Gol 2003. Não tenho imóveis em São Bernardo ou chacáras e sítios no interior de São Paulo ou Minas. Eu sou endinheirado? Muitos figurões do PT, e outros tantos baba- ovos do petismo tem tudo isso e muito mais! O que eles são?

Também nos acusam de sermos massa de manobra de partidos da oposição. Massa? Quantos até agora conseguimos reunir aqui? Não reclamo de não termos conseguido reunir tanta gente, antes, todos nós somos heróis, porque mesmo com o boicote da imprensa e a desfaçatez de muitos jornalistas, mesmo assim, estamos aqui. Somos poucas vozes? Por enquanto somos, sim. Mas a alegria de combater o bom combate, suplanta essa dificuldade. Procurem algum político nas passeatas, olhem do lado, você reconhece algum? Isso não é virtude. Eu gostaria que o DEM, o PSDB e o PPS nos apoiassem. Eles não tem direito? estão proibidos? Então a CUT faz uma passeata cheia de figurões do PT e isso é democracia. Mas se aqui estivesse um Rodrigo Maia, um Gustavo Fruet, um Fernando Gabeira, então seria golpe?

Não sou filiado a qualquer partido. Aposto que muitos que estão se manifestando pelo Brasil, também não. Aliás, confesso hoje com muita vergonha, que eu já fiz parte das fileiras petistas! Não fui filiado, mas acreditava no partido. Em 2002, fiz até campanha! Eu era um ingênuo, um tolo, um idiota!

Acusam-nos de violentos, reacionários, nazi-fascistas. Querem nos imtimidar! Somos a sociedade civil que exige decência e, infelizmente, com Lula e o PT, decência não existe. Pior: com eles, competência, também não.

A vaia do Maracanã foi nossa catarse. Muitas vaias ainda virão.

Acessem este endereço e vejam um vídeo de 4 minutos sobre o Movimento da Grande Vaia

3 comentários:

Blogildo disse...

Cara, que desabafo!

Não sabia que vc já tinha feito campanha. Caramba! Ainda bem que vc viu a luz.

Abs!

andre wernner disse...

Caro CostaJr.,
Abaixo, passo para seu conhecimento o meu manifesto, feito quando discordei das opiniões do ilustre presidente da OAB-RJ, que, pelo cargo que ocupa, foi tendencioso e desrespeitoso com a sociedade brasileira, notadamente aquela que discorda do governo Lula.
Esse meu manifesto foi publicado no site jurídico do Gustavo D’andrea (www.dandrea.wordpress.com.br).
Vem corroborar com a sua opinião.
Abs


Movimento golpista e de extrema-direita?

Um absurdo o que está acontecendo, e, principalmente, o que diz o presidente da OAB/Rio, Sr. Wadih Damus, quando se refere ao Movimento Cívico pelo Direito dos Brasileiros – “CANSEI”. Ele se arvora como o dono da verdade, e afirma que é “um movimento golpista e de extrema-direita”.

Primeiro, por quê golpista? Será que a sociedade civil, no estado democrático de Direito, não pode fazer movimentos ordeiros, mesmo que reivindicatórios? Seria esta uma primazia exclusiva dos petistas? E, quando assim procedem – os petistas - sempre fizeram com alarde, e muitas vezes com arrogância e violência.

Quem está dando golpe em quem, na visão míope do Sr. Damus? Se uma parte da sociedade não elegeu Lula, ela tem o direito de se manifestar, pois não? Até mesmo petistas já se manifestam contra atos do governo. Por que não a sociedade organizada e consciente.
E, novamente pergunto ao Sr. Damus: por quê rotular a todos que têm visão crítica do atual governo de “extrema-direita”. Qual é a artimanha que está por trás desse enfoque? Não existem forças ocultas trabalhando contra esse governo. Existe apenas a outra camada da população, chamada de oposição, que achou por bem reivindicar aquilo que acha justo. Principalmente a moralidade pública.

Portanto, e finalizando, o seu comentário foi infeliz, fora da realidade e, para ser sincero, acho que amplamente direcionado. Poderia, sem dúvida, dar a sua opinião, partindo de uma reflexão sobre o movimento “CANSEI” sem ser agressivo, intolerante como, aliás, tem sido os petistas sempre que se lhes cobram alguma coisa. O Sr. deveria defender com argumentos cabíveis e não agressividade a sociedade que tem os mesmos direitos que os demais, hoje, no poder.

O Sr. na qualidade presidente de uma entidade do porte da OAB/RJ ficou, sem sombra de dúvida, em débito com a sociedade brasileira. Seus argumentos foram pífios. Falo na qualidade de cidadão.

Meu respeitoso abraço,
A/W

PATRICIA M. disse...

Como disse o Blogildo, ainda bem que voce viu a luz... Conheco ainda muito idiota que contra toda a logica possivel continua defendendo o Lulla: so pode levar unzinho por fora, so pode. Nao ha explicacao.