02 agosto, 2007

Lula e o PT: duas bravatas!.

Acabei de assistir ao programa partidário do PT, e como já se disse aqui: petista não tem limites, nem para ser descarado. Vamos ao caso.

Quando, em Cuiabá, Lula afirmou que seu governo enriqueceu ainda mais os ricos, foi de uma incrível honestidade. Chateado com as vaias do Pan, Lula reagiu dizendo que aqueles que o vaiavam deveriam mesmo era aplaudi-lo, pois foram os ricos quem mais ganharam dinheiro em seu governo. Segundo a lógica perturbada de Lula - que na verdade é método, não loucura - 70 mil ricos, endinheirados, estavam no Maracanã naquele fim de tarde vaiando Sua Excelência. É óbvio que é delírio. O importante nesse discurso é o reconhecimento formal do presidente em dizer que dinheiro nesse país foi ganho pelos ricos, não pelos pobres, que deveriam se contentar apenas com o Bolsa Família.

Há pouco, no programa do PT na TV, o slogan era que o PT é do povo. Pode até ser, mas segundo Lula, o seu governo, que é o do PT, foi melhor para os ricos. Outra constatação no programa foi a confissão sem pejo de uma verdade inescapável, mas que anda meio ignorada na mídia. Os chamados movimentos sociais, os sindicatos das categorias, a principal central sindical, os movimentos de agricultores, todos, nada mais são, do que correia de transmissão do partido. Por isso, na hora que Lula quiser, ele aciona essa massa de militantes e põe na rua 5 vezes mais gente que o Movimento Cansei. Essa gente do PT, torpe, vil, pusilânime, que não se vexa de ser usada como massa de manobra, ou por outra, vai às ruas para garantir a teta, é justamente a cara do partido.

O programa revelou que muitos políticos e militantes famosos, como o presidente da CUT e o da Contag, a despeito de liderarem movimentos sociais, fazem na verdade, a política do PT, não da categoria que representam. Outro dia, nas escolas em que trabalho, representantes do SINPROEP -DF (Sindicato dos professores das escolas particulares do Distrito Federal) tentavam convencer os professores não sindicalizados - como eu - a contribuir com 4% do salário para a manutenção desse braço político do PT que é um sindicato de professores. É óbvio que reagi com dureza a essa gentinha cheia de boas intenções para me defender. Não verão 1 centavo do meu trabalho honesto.

O PT está infiltrado em vários segmentos. Tão infiltrado, que há gente que sequer é filiada, mas mantém na postura e no discurso, uma simpatia pelo partido, com a desculpa, sempre bonita e politicamente correta, de que o partido luta pelos pobres. Bem, depois do discurso de Lula, essa certeza ficou, ou deveria ter ficado, abalada.

O discurso do apedeuta em Cuiabá e o programa do PT na TV, comprovam que esse partido sempre foi um estelionato. Roubou não apenas os cofres públicos, mas sonhos e esperanças. Foi tão eficiente em sua propaganda a favor dos excluídos, que, mesmo diante de uma confissão como a de Lula, ainda haverá petista dizendo que o PT sempre trabalhou, trabalha e trabalhará pelos mais pobres.




Um comentário:

Suzy disse...

CostaJr, achei muito interessante o seu texto, principalmente sua sensibilidade em entender que Lula tem método e não loucura. Loucos somos nós que nos deixamos desgovernar por elle.
Quanto aos "endinheirados" que o vaiaram no Maracanã...hahaha... quem tem dinheiro de verdade não vai ficar na arquibancada.
Além de tudo acho gravíssima a ameaça nem um pouco velada que o apedeuta-mór faz ao dizer que coloca a "massa na rua". Isso mostra bem para que serve o beneficiário do bolsa-esmola(que elle já se apressou em aumentar, acho que hoje) e os braços armados que são erroneamente denominados de "movimentos sociais" (mst, mlst, CUT,...PCC, CV, Farcs, HAHAHA!): voto escravizado, conformado e portanto, encabrestado, reeditando as práticas de uma república há muito tida como ultrapassada. Ledo engano, puro retrocesso.
Além de tudo essa ameaça divide a população o que é péssimo para todos. No fim o que Lula faz é dividir para melhor reinar, não é esta a "máxima"?

Um grande abraço