04 maio, 2007

Nepotismo comunista

Uma das lendas sobre os comunistas, alimentadas pelos próprios ou pelos simpatizantes da causa, é de que os "comunas" comiam criancinhas; uma maneira de dizer que eles eram malvados e sanguinários. Como toda lenda, há algo de verdade na anedota. Ele só não comem criancinhas, não que se saiba.

Estudei com um militante comunista, desses filiados, de barba, que vendia souvenir do partido, que admirava Stálin e que era assessor de um vereador comunista de Jaboatão dos Guararapes; a cidade onde, para nosso exército, nasceu a pátria. Outra balela. Estou eu cá tergiversando mais uma vez.

Além de matar pessoas sem julgamentos, os líderes comunistas também gostam de boa vida e de mamar nas tetas do estado, como qualquer "reacionariozinho". A Prefeita de Olinda, Luciana Santos, do PC do B, quando não está dando seus tapinhas - porque morador de Olinda adora uns tapas - assina atos adiminastritivos, no caso o 228, 229 e o 232, e cria o nepotismo da família Maranhão na prefeitura de Olinda. Vamos ao caso divulgado pelo blog do JC:

Sem alarde, no começo de março, a prefeita Luciana Santos, do PC do B, nomeou três familiares de Alexandre Maranhão, ex-vereador de Olinda, que hoje ocupa a Secretaria Executiva da Secretaria de Governo do Município.

Com o ato nº 228, foi nomeada Herika de Lira Maranhão, filha de Alexandre Maranhão, para o cargo de chefe da Divisão de Pagamento da Secretaria de Administração.

Com o ato nº 229, nomeou-se Maria de Lira Maranhão, esposa de Alexandre Maranhão, para o cargo de chefe da divisão de apoio logístico da Secretaria Executiva de Assuntos Legislativos da Secretaria de Governo.

Com o ato nº 232, nomeou-se Ana Paula Rego Maranhão, outra filha de Alexandre Maranhão, para o cargo de assessor especial da Secretaria da Fazenda.

As duas primeiras, com cargos CC4, recebem R$ 540,00, cada uma. Já o cargo na Secretaria da Fazenda, CC2, representa uma remuneração de R$ 1.800,00. No total, sem proventos do ex-vereador, a família amplia sua renda em cerca de R$ 3 mil por mês



Nenhum comentário: