09 março, 2007

Tinha que postar.

Bruno Maranhão na versão aristocrática.

Nessas imagens temos o Bruno trabalhando para o PT !
















Eu não ia publicar mais nada hoje, mas passando no blog do JC não resisti à imagem que vocês no início do post.

Vocês não lembram desse senhor distinto? Não? É ele mesmo, Bruno Pancadão, quer dizer, Maranhão, o tal líder do MLST que promoveu o quebra-quebra no Congresso, ano passado. Nessa foto ele está acompanhado de sua senhora, D. Susana , que tem por profissão defender as mulheres da violência. Olha como ele está engomado e sorridente, um senhor acima de qualquer suspeita.

O PT decidiu não puni-lo. Não seria justo punir apenas o Bruno por quebrar a Câmara, quando Palocci não foi punido por ter quebrado o sigilo do caseiro, nem João Paulo Cunha por ter quebrado a palavra de que era inocente no caso de Mensalão.

Assim são os tempos atuais: Lula, esse gênio da inculta e bela que declarou: "massa encefálica dentro do cérebro"; Bruno Maranhão que atenta contra o patrimônio público e participa de homenagem à mulher no Palácio do Campo das Princesas, em Recife; e os deputados do PT que tanto gostavam de CPI vetando mais uma essa semana.

Um comentário:

Blogildo disse...

Vivemos em tempos grotescos no Brasil! O que seria de nós sem a Internet? Já pensou nisso? Nem o direito de avacalhar esses tipos teríamos!

Abraço!