08 março, 2007

Minha homenagem às mulheres!

Abaixo vou postar o que para mim é a maior homenagem que um homem, desses de verdade, pode fazer a uma mulher, dessas de verdade, não as feministas que são umas chatas!

Trata-se de uns versos do poeta popular Otacílio Batista que foaram musicados por Zé Ramalho e ficaram conhecidos na voz de Amelinha. Espero que gostem!


Mulher Nova, Bonita e Carinhosa

Faz o Homem Gemer Sem Sentir Dor







Numa luta de gregos e troianos
Por Helena, a mulher de Menelau
Conta a história de um cavalo de pau
Terminava uma guerra de dez anos
Menelau, o maior dos espartanos
Venceu Páris, o grande sedutor
Humilhando a família de Heitor
Em defesa da honra caprichosa
Mulher nova, bonita e carinhosa
Faz o homem gemer sem sentir dor

Alexandre figura desumana
Fundador da famosa Alexandria
Conquistava na Grécia e destruía
Quase toda a população Tebana
A beleza atrativa de Roxana
Dominava o maior conquistador
E depois de vencê-la, o vencedor
Entregou-se à pagã mais que formosa
Mulher nova bonita e carinhosa
Faz um homem gemer sem sentir dor

A mulher tem na face dois brilhantes
Condutores fiéis do seu destino
Quem não ama o sorriso feminino
Desconhece a poesia de Cervantes
A bravura dos grandes navegantes
Enfrentando a procela em seu furor
Se não fosse a mulher mimosa flor
A história seria mentirosa
Mulher nova, bonita e carinhosa
Faz o homem gemer sem sentir dor

Virgulino Ferreira, o Lampião
Bandoleiro das selvas nordestinas
Sem temer a perigo nem ruínas
Foi o rei do cangaço no sertão
Mas um dia sentiu no coração
O feitiço atrativo do amor
A mulata da terra do condor
Dominava uma fera perigosa
Mulher nova, bonita e carinhosa
Faz o homem gemer sem sentir dor

2 comentários:

Cejunior disse...

Que beleza. Não ouvia (ou lia) esses versos já tem tempo... E onde será que anda a Amelinha ?
Uma bela homenagem, sem dúvida.
Abraços.

Blogildo disse...

Essa melodia "bombou" nos anos 80.