09 fevereiro, 2007

Carnaval de Pernambuco: O melhor do Brasil.

As pontes Maurício de Nassau, Duarte Coelho e Princesa Isabel
sobre o rio Capibaribe; encontro dos foliões na rua do Sol e na Avenida Guararapes

rio capibaribe; rei e rainha do Maracatu; Galo na ponte Duarte Coelho









O JN esta semana fez uma série sobre o Carnaval do Brasil. Na edição de hoje tentou mostrar qual seria o melhor carnaval do país. Essa disputa é injusta e inútil. Inútil porque cada região tem as suas particularidades e injusta porque a rigor essa disputa é de longe vencida pelo carnaval de Pernambuco (hehehehe).

Hoje, 09 de fevereiro, o Frevo comemora 100 anos. No século XIX era conhecido como marcha carnavalesca, mas em 1907 na edição do Jornal Pequeno, periódico da época, recebeu o nome de Frevo. O nome foi uma corruptela da palavra ferver que o povo simples, com seu português gostoso que não macaqueia a sintaxe lusíada - como escreveu Manuel Bandeira em seu Evocação ao Recife - falava “frever”. Daí para frevo foi um passo.

Existem mais de 100 passos nessa dança frenética. Claro que no carnaval a maioria dos foliões não dominam essa variedade coreográfica, mas não precisa. O frevo nas ruas, nas ladeiras e nos clubes, agita a todos, e quem não sabe “frevar” se balança, joga as pernas, os braços e sorri.

Hoje, quando completa 100 anos, o frevo recebe o título do Patrimônio Cultural e imaterial do Brasil. Volta, por iniciativa oficial, a se mostrar para todos os brasileiros. Para os pernambucanos o frevo não é apenas patrimônio, é legado de identidade. Mais do que o Hino de Pernambuco, que aliás é belíssimo, o frevo vassourinhas, é conhecido por todos como uma música que dá rosto à pernambucanidade. Se hoje o Brasil reconhece o frevo como patrimônio após 100 anos de existência, os pernambucanos de todas as idades e gerações já nascem apreciando e se orgulhando do mais genuíno ritmo do carnaval de Pernambuco.

No início do post o hino do mais populoso bloco carnavalesco do Planeta. O Galo da Madrugada. Que reúne nas ruas do Sol e avenida Guararapes 1 milhão e 500 mil foliões. O bloco sai no sábado de Zé pereira e abre oficialmente o carnaval de Pernambuco.

3 comentários:

Patricia M. disse...

Costa, voce gosta de carnaval? Voce pula carnaval? So curiosidade....

Daniel. disse...

Mas e Cristovam dando beijinhos, abraço e aperto de mão pro R*&¨Z?

Costajr disse...

Daniel o que você queria? Preste atenção na foto, pelo menos na que vi publicada pelo Correio Braziliense, Cristovam está constrangido, mas não é grosseiro. No mundo da política e no mundo das relações públicas evitar a grosseria é um imperativo ético.

Cara Patrícia.

Há um trecho de um frevo de Luiz Bandeira que diz:
"quem é de fato/ um bom pernambucano/espera 1 ano/ e começa a brincadeira/

Sim! gosto de carnaval, pulo carnaval, é algo que está no sangue.