18 janeiro, 2007

Paulo Henrique Amorim, um Chinaglia!

Não sou formado em Direito. Lá pelos meus 16 anos alguns amigos até me disseram que eu tinha em certo jeito para as ciências jurídicas, mas a vida me fez professor de história. Não tenho procuração para defender ninguém e se tivesse logo perderia o emprego tão falhos seriam meus estratagemas de defesa.

Nunca fui no Blog do Paulo Henrique Amorim, fui agora e vi um sem número de sandices. Acho que nem na página oficial do PT há uma defesa tão contundente do governo Lula e uma crítica tão árida à oposição. O texto, de resto, muito ruim de ser lido, tem algumas pérolas digna do petismo, vamos à elas:

Serra é um economista/engenheiro.

. Não é um líder político. Não é um estadista.

. Entende tanto de liderança política quanto JK entendia de medicina.

. Serra não é o Rudy Giuliani do 11 de setembro.

. Esta hora é grave. A população de São Paulo olha para o céu, com medo da chuva, e, para baixo, com medo do que tem sob os pés.



Serra é um economista/engenheiro", talvez se ele só fosse torneiro mecânico o Paulo Henrique seria mais tolerante com ele.

"Não é um líder político. Não é uma Estadista". José Serra, quer se goste ou não, saiu das urnas com uma votação consagradora, se isso não é liderança política, não sei o que seja. Estadista deve ser Lula, claro! Quem paga o almoço tem sempre razão!

"Serra não é o Rudy Giuliani do 11 de setembro." Aqui o PH Amorim faz uma canalhice e ele sabe que faz. Comparar o desabamento da obra da linha 4 com os ataques de 11 de setembro é de uma canalhice que até o mais canalha dos petistas teria pejo. Quantos foram os mortos na cratera? Qual grupo terrorista assumiu a autoria pelo "buraco de São Paulo?" Oh PH Amorim melhore seus argumentos. Fazer oposição a Serra, ao PSDB, ao PFL a Mãe Joana, é um direito de quem quiser, mas usar esses argumentos falaciosos, apenas para a platéia, não dá!

Agora, a grande pérola, ao menos para mim: "O PSDB sem a privatização é o Catolicismo sem a Eucaristia." O PH Amorim acha que a eucaristia é apenas dos católicos? os bispos da Record não lhe disseram que a Eucaristia é um sacramento cristão? Católicos e evangélicos em seus cultos relembram a Última Ceia que nos cultos recebe o nome de eucaristia. O mais adequado PH Amorim era dizer que PSDB sem privatização é o mesmo que cristianismo sem eucaristia.

Nunca li tanta sandice escrita por um só jornalista. Ao menos quando quiser me divertir já sei o que ler na internet.

4 comentários:

rui disse...

BLOGAGEM COLETIVA

Demonstrando a nossa indignação e IMPARCIALIDADE faremos um movimento coletivo exigindo urgentemente uma CPI DO METRÔ DE S.PAULO.
Os que forem favoráveis se pronunciem que enviaremos as regras, datas e posts.

Costajr disse...

Não acredito em imparcialidade meu caro Rui e se você esperar isso de mim, vai se decepcionar. Tomo posição que se fizer mal, só fará mal a mim!

CPI do Metrô para mim é politização e tem cheiro de petralhismo!

Suzy Tude disse...

Costa Jr, para mim é uma verdaeira tortura ler esses desargumentos e tanta ignorãncia, não que não cometa as minhas próprias.
Acho ridículo o Pt querer politizar um acidente como o que ocorreu na obra do metrô de São Paulo. Você deve saber, mas gosto de repetir que existe por resolução do CREA, um responsável técnico para qualquer obra civil. Essa responsabilidade técnica, inclusive, não termina quando a obra em si chega ao fim. Pelo contrário, a partir desse momento contam-se 5 anos de validade da responsabilidade técnica.
Por outro lado, e ainda técnicamente falando, toda obra do Estado tem um supervisor técnico. Ou seja, vamos dizer que o supervisor ou fiscal daquela obra cometeu um erro técnico de avaliação, ou mesmo tenha sido corrompido (corrupção passiva) pelo empreiteiro para liberar a verba sem que determinadas condições existentes no projeto executivo tenham sido preenchidas. Esse fiscal teria então de sofrer um processo criminal, mais um processo civil, sem contar o administrativo. Mas tudo isso quando ficasse comprovado que a falha foi da fiscalização. Claro, o fiscal, sendo do Estado, representa-o por assim dizer. Aí entraríamos na esfera do Direito Administrativo, mais especificamente na responsabilidade civil do Estado (Teoria do Risco Administrativo), que correria paralelamente ao processo civil e criminal. No caso do Estado comprovar que não houve o "nexo causal", então se anulariam não só o processo administrativo como também o criminal e o civil.
Você então vai me perguntar e de quem é a culpa? Pode ser da fase de sondagem do solo que ocorre antes do processo de licitação da obra. Ou seja, cada firma, de posse do projeto fornecido neste caso pelo órgão competente do Estado de Sâo Paulo, para cotar o custo da obra PRECISA fazer antes a sondagem do solo, se não não teria como saber que tipo de matrerial ou materiais mais propícios para a fundação, mesmo que do projeto executivo já conste esse cálculo, porque empresa privada não trabalha para perder dinheiro.
Não há como politizar a questão no momento atual, a não ser por meio de deturpações de interpretação.
Eu não gosto do Serra, mas ele não tem como ser responsabilizado inclusive porque pegou a obra em andamento. O Alckmin eu não acredito que "queimaria" o próprio filme por meio de uma obra que poderia render-lhe muito mais em capital eleitoral. Mas não posso e nem coloco minha mão no fogo, veja-se o exemplo do juiz Lalau.
Mas esse é um processo que antes de qualquer outra coisa precisa passar por toda uma avaliação técnica. E se o laboratório responsável pela análise do solo errou? E se....tem muitos e se.
O pouco que sei é porque sou arquiteta e já tive problema bem semelhante, que corrigi em tempo hábil e não houve mortos ou feridos. Sabe qual foi o problema no meu caso específico? O peso doguindaste contratado, que, óbvio, não fazia parte do projeto, era desproporcional à tensão admissível do solo. Tombou, eu avaliei e substitui por outro, embora tenha de ter refeito parte do contrapiso.

Acho que depois de tanta letra que postei aqui você vai impedir que eu comente...rsrsrs...
Mas prometo que vou tentar ser mais concisa da próxima vez. Aliás, desculpe pois sei que o assunto é massante.


Um abraço

Fábio Max disse...

Bem...

Eu gostaria de uma boquinha assim, receber (e muito) para escrever todo tipo de asneira que me venha à cabeça!

Esse PHA é um gênio mesmo!