28 outubro, 2006

Um pouco de cultura cristã.



























"Ora, por ocasião da festa [de páscoa], costumava o governador soltar ao povo um dos presos, conforme eles quisessem. Naquela ocasião tinham eles um preso muito conhecido, chamado Barrabás. Estando, pois, o povo reunido, perguntou-lhes Pilatos: A quem quereis que eu vos solte, a Barrabás ou a Jesus, chamado o Cristo?" O resto da história todo cristão conhece bem.

Por que recorri às palavras santas? apenas para ilustrar um fato e escrever uma hipótese provável: Vivemos tempos de uma certa lassidão com a honestidade. Admitimos com certo cinismo a mentira e a corrupção do Governo Lula que, acredito, se fosse possível reviver o julgamento mais famoso do mundo, onde a multidão preferiu um bandido e assassino ao cordeiro de Deus, certamente diante das opções: Lula ou Jesus, a quem quereis que eu solte? nossos eleitores diriam: a Lula, ele tem a cara do povo!

Essa pequena passagem do evangelho também desmascara um dos mitos da esquerda: o povo, as massas sempre têm um julgamento mais justo e sua vontade sempre será a vontade correta. Nesse caso e em tantos outros, as massas corroboraram a injustiça e foram cúmplices de assassinatos.

Amanhã, a massa que tem a chance de protestar contra a roubalheira e a mentira, fará uma apologia do crime, manterá os facínoras que ainda se mantêm de pé, e sem perceber, trará de volta ao governo aqueles que tiveram que sair pois não conseguiram esconder seus crimes!

Nenhum comentário: