03 setembro, 2006

Kennedy Alencar: Joga búzios e faz amarração para o amor

Kennedy Alencar é um homem que admiro. Jornalistas precisam mesmo ter essa visão do amanhã, conjecturas, e informar o que vai acontecer em 2010. Kennedy Alencar é um jornalista do futuro, quiçá, em dezembro fará previsões para 2014. Por que falo isso? na edição eletrônica desse domingo da folha, o colunista que mora em Brasília, escreve: "Em conversas reservadas, o presidente e auxiliares têm refletido sobre o que seria um PT pós-Lula. O presidente crê que Marta seria hoje a liderança petista com maior densidade depois dele. Numa eventual pesquisa sobre a sucessão de 2010, Lula imagina que ela deixaria bem para trás nomes como o do senador Aloizio Mercadante e dos ministros Tarso Genro (Relações Institucionais) e Dilma Rousseff (Casa Civil)."

Não sou jornalista. por isso não saiba como uma "conversa reservada" pode parar na coluna do Kennedy Alencar, a não ser que ele, como aquele vidente da série americana, ande apertando a mão de algum auxiliar do governo. A outra forma dessa conversa reservada ter ido parar na coluna do Kennedy, talvez seja a famosa 'plantação" de notícia, com que intenção? não sei, o vidente é o Kennedy Alencar.

Lula, para o colunista, já ganhou a eleição. Os números das pesquisas indicam que sim, mas os números que valem são aqueles do TSE após a apuração. Kennedy não se incomoda com esses, já deve ter visto em sua bola de cristal o resultado.

A coluna dele merece ser guardada, é um primor de vaticínio político-eleitoral. Ele crê, fica claro, que o PT tem amores pela democracia, eu não creio. Ele crê, que Lula e Serra farão um armistício após as eleições, duvido que Serra compactue com o PT em algum momento. Ele crê, e vem dizendo isso a muito tempo, que Lula tem simpatia pelo Tucano, ma non troppo, Aécio Neves, e acrescenta: "O governador Aécio Neves (PSDB), favorito à reeleição em Minas, seria o "oposicionista" com o qual flertaria em 2010, mais ou menos como o então presidente Fernando Henrique Cardoso fez com Lula em 2002. FHC não escondia que não o desagradaria passar a faixa presidencial ao petista, apesar de ter apoiado José Serra." Kennedy confundiu preferência com História. FHC, que lutou pela democracia, sabia da importância para nossa recente democracia, da vitória de Lula, mas não preferiu Lula a Serra, como sugere Alencar. FHC errou. A vitória de Lula representou e representa uma ameaça a democracia.

A previsão de Alencar é interessante e seus argumentos ainda melhores. Diz ele que Marta é um nome forte, bem mais do que Aloizio Mercadante ou Dilma Roussef, até aí, ele choveu no molhado. O que importa em sua coluna são outras revelações: O articulador do projeto Marta 2010 seria o Antônio Palocci. Alencar considera o referido criminoso, como eleito, e mais: absolvido do indiciamento da Polícia Federal pela quebra ilegal do sigilo bancário de Francenildo dos Santos. Além disso, outro importante petista ou criminoso, acho mais apropriado, que apóia o projeto Marta 2010 seria o José Dirceu. Palocci, Dirceu, Marta, Lula, esses não fazem projeto, planejam crimes!

Kennedy não é vigarista! É um conselheiro. Ele alerta a oposição de que num "eventual" segundo mandato, ele aqui parece duvidar de suas próprias previsões, mas é disfarce, só está escondendo a arrogância, vamos à citação: "(...) Quem conhece Lula diz que, se ele obtiver um eventual segundo mandato, buscará realizações históricas que não aconteceram no primeiro governo. Estenderá a mão a setores do PSDB. Mas não ficará na defensiva se a oposição recusar e mantiver a guerra política." Perceberam? Lula buscará realizações históricas! Oh Alencar, ele já realizou: montou a maior quadrilha de assalto ao Estado na história da República. Alencar aconselha a oposição a estender a mão a Lula, do contrário, o apedeuta partirá para a guerra política. Fica tudo assim: Lula governa sem a oposição e teremos realizações históricas. A oposição faz seu papel numa democracia e teremos guerra. Kennedy Alencar me assusta!




Um comentário:

Abreu disse...

Caro Costa Jr.,

Li seu comentário no blog do Reinaldo Azevedo e vim aqui, conferir.

Parabéns pelos seus 'vaticinios' — agora provados certeiros.

Ainda que quanto ao 'Kénêdi', a maioria de nós, mais observadores, nunca nos tenhamos enganado, Você teve o mérito de deixar registradas as suas argutas observações.

Sabe de uma coisa? Sinto pena, muita pena.

Não do 'Kénêdi' — que além de remunerado, sabe muito bem sobre seu [dele] próprio 'papel', sobre o contexto, e sobre o cenário todo no qual conspira.

E o 'Kénêdi' não está isolado lá nas redações da FSP., pois conta com as festivas companhias do (i) Carlos Heitor Cony, do (ii) Elio Gaspari, do (iii) Fernando Rodriguez, do (iv) Josias de Souza, do (v) Nelson de Sá... sem nos esquecer jamais do (vi) Clóvis Rossi e... "vai longe"!

Sinto pena de nós todos, reféns de importante parcela da mídia — que se vende e assim, tenta alienar ao povo ao povinho e ao povão — com "certo grau de eficiência", convenhamos.

Lá mesmo no blog do RA, li verdades no comentário do leitor que assina "ric@rdo fernandes", assim escritas «...um petralha vai obedecer ao comando de seus líderes, esmagando o que restou de seu bom-senso ou senso moral, sacrificando-se sem sequer raciocinar por que faz isso. Essa é a força da esquerda.»

Veja também a perfeição e clareza da síntese desse comentarista — que parece ter captado todo o 'espírito' do 'Kénêdi'!

Saudações,