02 setembro, 2006

Fingindo falar dos outros, falava de si mesmo!

Collor, cujo governo comparado ao atual, não passou de um "ladrão de galinhas", declarou voto no meliante maior. Lula não pediu é claro, mas embora não confesse deve mesmo estar contente com esse significativo apoio. Aliás, quem não se constrange em dividir palanque com mensaleiros, sanguessugas, homens da envergadura moral de um Palocci, Dirceu, Newtão e Humberto Costa, porque ficaria triste com o apoio de Collor?

Está na internet uma gravação reveladora: nela, o sindicalista Lula fala sobre o ex-presidente Fernando Collor, e na hora, lembrei-me de um ditado lá de casa: "Nunca fale que dessa água não beberás" vou transcrever um trecho desse diálogo e pôr o link para quem quiser ouvir na íntegra.

“(...) Como ser humano, eu acho que uma pessoa que teve a oportunidade que aquele cidadão [Collor] teve de fazer alguma coisa de bem para o Brasil, um homem que tinha respaldo da grande maioria do povo brasileiro, ou seja..., ao invés de construir um governo, construiu uma quadrilha como ele construiu, me dá pena porque deve haver qualquer sintoma de debilidade no cérebro de Collor (...) Lamentavelmente, a ganância, a vontade de praticar corrupção, fez com que o Collor jogasse o sonho de milhões de e milhões de brasileiros por terra. (...)”.

http://foralula.lpchat.com/videos/lulacollor.html




Nenhum comentário: