18 setembro, 2006

Entre Lula e a Democracia.

Se o Freud da Psicanálise explica, o do PT, que faz a segurança pessoal de Lula desde os anos 80, não explica, mas exemplifica. Tendo o nome revelado pelos meliantes presos em São Paulo como sendo a pessoa que "encomendou"o serviço sujo, a saber, forjar provas contra adversários do PT e de Lula, o Sr Freud, amigo do Lula, pediu demissão hoje do cargo de assessor especial da presidência da república.

Vamos supor que as provas contra Serra existissem e que o ex-ministro e candidato ao governo de São Paulo estivesse mesmo nas falcatruas da máfia das ambulâncias, isso tornaria o ato de comprar provas menos criminoso? Comprar provas sim, ou vocês acham que os 2 milhões de reais eram para fazer compras na 24 de março?

Mas o PT tem sede de cometer crimes contra a democracia. Ontem, ministros do TSE e do STF, este último a mais alta corte de justiça do país, revelaram que seus telefones fixos estavam grampeados, não revelaram desde quando nem se há suspeitos do crime, mas vou dar uma dica: Na sexta-feira a cúpula do governo e do PT discutia ações para contestar o rigor do TSE com a coligação do PT nos estados e na campanha federal, dizia a notícia que os petistas estavam estranhando o rigor dos ministros do TSE, pois bem, no domingo o presidente do TSE, ministro Marco Aurélio, divulga que seu telefone e de outros ministro tinham sido grampeados, advinha por quem?

Lula precisa perder agora mais do que nunca! Se ganhar não vai terminar o mandato, a não ser, e acho isso muito provável, que acabe com as instituições democráticas, ele já disse que se pudesse, bastava que se despertasse nele seus demônios, fecharia o Congresso. Já quis enquadrar a justiça, persegue o que resta da imprensa que não beija sua mão, nosso apedeuta sonha mesmo é com o autoritarismo! Repito, se a democracia for respeitada, Lula não termina o ano de 2007, caso vença as eleições desse ano, como presidente!

Nenhum comentário: