26 agosto, 2006

Os neopentecostais de Arruda.

Arruda perdeu hoje o meu voto. Estava decido a votar nele para o governo do GDF. Ele vai perder a eleição porque decidi não votar nele? Claro que não! Quem tem 54% de intenções de voto, não deve se importar com um mísero voto, de um mísero eleitor. “- Mas por que você se desencantou com o Arruda, Zé Paulo?”, perguntaria um dos meus 3 leitores. Não tem nada a ver com o velho episódio da violação do painel do senado, naquele caso ele se sacrificou para não entregar gente maior, foi o mártir dos envolvidos, as razões são mais recentes. Vamos a elas:

· Acho um acinte o PFL, um partido importante, comportar-se como legenda de pouca expressão na disputa pelo senado. Primeiro, de forma improvisada e desesperada, lançou a mulher de Paulo Otávio, que de peso político só tem o sobrenome, Kubitschek Depois inventou a candidatura de um empresário, Marcos Cardoso, cuja única credencial é ser amigo do Arruda. (pelo menos foi isso que ele disse no Horário Eleitoral). Alguns dias depois ele sumiu da TV, e agora o partido só exibe um lembrete com o nome e o número do candidato. Não deve ter mesmo o que dizer, está lá só para fazer fita, porque o candidato de Arruda até a raiz, é o Roriz, e ele não esconde isso de ninguém. Uma vergonha para um partido do tamanho do PFL.

· A decepção maior veio hoje. Em comício no Parque da Cidade falando para um público de neopentecostais, o candidato Arruda defendeu o Sanguessuga Pastor Jorge Pinheiro do PL. Aquele que na TV aparecia todo de branco, tentando mostrar pureza, isso depois do PL ser flagrado no escândalo do mensalão, e que recentemente desistiu de concorrer à reeleição à Câmara Federal; menos um, ainda bem! Pois saibam: Arruda disse que o Pastor das ambulâncias superfaturadas, das unidades de saúde com propina, estava sendo vítima de perseguição, até um “Deus Proverá” apareceu no discurso. Pobre de Jesus, só porque levou para o paraíso um dos ladrões que o acompanhava no suplício, todos os outros acham que podem ter o mesmo benefício. Meu critério para essa eleição é não votar em candidato que apóie ou seja apoiado por corruptos. Por isso, José Roberto Arruda hoje perdeu o meu voto. Se ganhar será com um mísero voto a menos.

Nenhum comentário: