10 agosto, 2006

Aperta que ele confessa!

Caso Lula tivesse sido torturado na época que ficou preso pelo regime militar, e não, beneficiado pelo regime, não custa lembrar que ele recebe do Estado uma pensão de quase 4 mil reais por ter ficado um mês preso, tenho certeza que antes do primeiro minuto de tortura ele entregaria todo mundo. Pressionado por Bonner, o presidente, irritado, afirmou que afastou os envolvidos nos escândalos; citou o José Dirceu e sem ser perguntado, também citou o Palocci, demorasse mais tempo a entrevista, entregaria mais gente. Acho até que ele finalmente diria que foram os traidores... esse mistério Lula não vai revelar tão cedo.

Outro ponto da entrevista que me fez rir foi o presidente afirmar que não fez dívida com o PT e por isso, não pagou nada. Se o Paulo Okamoto, (é compadre de Lula), quis pagar uma dívida de 29 mil reais, que para Lula não existia, problema de Okamoto, disse o presidente, sem se dar conta que contradizia o depoimento do amigo dado à CPI. Indagado se a resistência do Sr. Okamoto em abrir seu sigilo não poderia reforçar a idéia de alguma irregularidade, o presidente reagiu: "Todos tem direito de preservar o seu sigilo bancário!" Todos, menos o caseiro Francenildo não é Lula? Aliás Francenildo que teve seu sigilo ilegalmente violado, mas depois fez questão de expô-lo oficialmente, provou que não tinha nada a esconder. Já Okamoto... Não há ninguém que tenha coragem de violar o sigilo do Sr. Okamoto e revelá-lo para imprensa?

Nenhum comentário: