31 agosto, 2006

Tarda, mas não falha!

Não, amigo leitor, o título não se refere à Justiça, mas à baixaria. Eleição sem baixaria, sem ataque sujo, sem golpe baixo, é algo raro no Brasil e em Brasília. Lembro que em 1998, Roriz mostrou no horário de TV uma operação para desocupação de um terreno invadido, na época o governador e candidato à reeleição era Cristovam Buarque. Aparecia gente presa em gaiolas como animais, num jogo de edição de imagens para denegrir a imagem do então governador.

Em 2002, atacaram a opção sexual do Geraldo Magela. Corria pela cidade que o hoje candidato a deputado federal era homossexual, como se isso fosse algum tipo de mácula moral. Mal sabiam eles que o problema de Magela foi o financiamento de campanha.

Roriz e seus comparsas apelam mais uma vez para a baixaria, com ou sem razão: Chamam Arruda, em quem não voto e já expliquei por quê, de malandro, vagabundo, falso e ladrão. Esses simpáticos adjetivos foram ditos numa estranha conversa telefônica entre Roriz e seu advogado há 20 anos e hoje candidato a deputado federal pelo PMDB, Eri Varela. Minhas fontes asseguram que o autor intelectual do vazamento da conversa foi Maurício Corrêa, ex-presidente do STF e candidato a vice-governador na chapa com Abadia. Fala-se que a proibição judicial de divulgar essa conversa suja entre Roriz e Eri partiu do próprio Roriz, que ficou chateado quando soube do vazamento dessa conversa. O resultado é a constatação da sujeira nesse meio político. Parafraseando o ator Paulo Betti parece que se envolver na política é "enfiar a mão na merda!"

abaixo o link para vocês ouvirem a famosa conversa telefônica.

http://www.youtube.com/watch?v=Wv0kjzbYFdw 

29 agosto, 2006

O Sapo e o Príncipe



Sabe por que Lula e os petistas odeiam tanto FHC? Primeiro porque ele é intelectual de verdade, não é feito Aloizio Mercandante que diz que é doutor em Economia pela Unicamp quando só assistiu umas aulas no doutorado, talvez como aluno ouvinte. Petista detesta livros com mais de 10 páginas e que não tenha figuras para distrair. FHC, goste-se ou não dele, tem uma produção intelectual consistente. Segundo motivo: Ele sabe como cutucar o PT e o governo Lula. Esperem e vocês verão uma reação dura do Politburo petista contra a declaração que o ex-presidente deu essa tarde em um almoço no Jockey Clube de São Paulo. Terceiro: FHC venceu Lula duas vezes no primeiro turno! Isso o PT não pode mudar e não consegue digerir. Nos debates FHC humilhava Lula, tá certo que vencer Lula com argumentos até Heitor, de três anos, filho de Raquel vence com alguma facilidade, mas os petistas não engoliam e ainda não engolem a "superioridade intelectual" de FHC. Veja como o ex-presidente fez em 10 segundos o que Alckmin não fez em toda a campanha até agora:

Me dói ver agora o próprio presidente da República dizer: 'não, todos são iguais'. Iguais não. Eu não sou igual a ele! Eu não sou igual a ele! Eu não sou igual a ele!. Eu o acompanhei nas greves quando havia ditadura. Eu queria ter sido igual a ele naquele tempo. Mas ele mudou. Ele hoje prega e faz tudo que combateu. E quando há um desvio, quando há alguma coisa equivocada, ele passa a mão na cabeça e diz: 'o companheiro errou'. O companheiro errou, não. O senhor errou porque não puniu o companheiro"

Fiquem com Carlos Drummond de Andrade!

O que 1970 tem em comum com 2006? "Foram anos de copa do mundo!" Responderia um aficcionado por futebol. Vivíamos em 1970 a época mais dura do regime militar, o milagre econômico, e a seca no nordeste.

Em 1970, vencemos a Copa. Nessa década fomos atropleados pela crise do petróleo e a seca castigava. Em 2006, perdemos a copa, Lula continua na frente e a seca mudou um pouco...

A Caravana JN visitou Petrolina, alto sertão de Pernambuco. Bem do lado, como faz o Capibaribe nas cidades da zona da mata pernambucana, passa o incansável e indispensável Rio São Francisco. Com investimento e tecnologia, as águas do Velho Chico mudaram a paisagem seca de sertão entre Petrolina e Juazeiro. Essa receita foi dada em 1970 numa crônica de Drummond, que vai publicada abaixo. Leiam e se deliciem com a poesia em prosa.


Prece do Brasileiro
Carlos Drummond de Andrade

Meu Deus,
só me lembro de vós para pedir,
mas de qualquer modo sempre é uma lembrança.
Desculpai vosso filho, que se veste
de humildade e esperança
e vos suplica: Olhai para o Nordeste
onde há fome, Senhor, e desespero
rodando nas estradas
entre esqueletos de animais.

Em Iguatu, Parambu, Baturité,
Tauá
(vogais tão fortes não chegam até vós?)
vede as espectrais
procissões de braços estendidos,
assaltos, sobressaltos, armazéns
arrombados e – o que é pior – não tinham nada.
Fazei, Senhor, chover a chuva boa,
aquela que, florindo e reflorindo, soa
qual cantata de Bach em vossa glória
e dá vida ao boi, ao bode, à erva seca,
ao pobre sertanejo destruído
no que tem de mais doce e mais cruel:
a terra estorricada sempre amada.

Fazei chover, Senhor, e já! numa certeira
ordem às nuvens. Ou desobedecem
a vosso mando, as revoltosas? Fosse eu Vieira
(o padre) e vos diria, malcriado,
muitas e boas... mas sou vosso fã
omisso, pecador, bem brasileiro.
Comigo é na macia, no veludo/lã
e matreiro, rogo, não
ao Senhor Deus dos Exércitos (Deus me livre)
mas ao Deus que Bandeira, com carinho
botou em verso: “meu Jesus Cristinho”.
E mudo até o tratamento: por que vós,
tão gravata-e-colarinho, tão
vossa excelência?
O você comunica muito mais
e se agora o trato de você,
ficamos perto, vamos papeando
como dois camaradas bem legais,
um, puro; o outro, aquela coisa,
quase que maldito
mas amizade é isso mesmo: salta
o vale, o muro, o abismo do infinito.
Meu querido Jesus, que é que há?
Faz sentido deixar o Ceará
sofrer em ciclo a mesma eterna pena?

E você me responde suavemente:
Escute, meu cronista e meu cristão:
essa cantiga é antiga
e de tão velha não entoa não.
Você tem a Sudene abrindo frentes
de trabalho de emergência, antes fechadas.
Tem a ONU, que manda toneladas
de pacotes à espera de haver fome.
Tudo está preparado para a cena
dolorosamente repetida
no mesmo palco. O mesmo drama, toda vida.

No entanto, você sabe,
você lê os jornais, vai ao cinema,
até um livro de vez em quando lê
se o Buzaid não criar problema:
Em Israel, minha primeira pátria
(a segunda é a Bahia)
desertos se transformam em jardins
em pomares, em fontes, em riquezas.
E não é por milagre:
obra do homem e da tecnologia.
Você, meu brasileiro,
não acha que já é tempo de aprender
e de atender àquela brava gente
fugindo à caridade de ocasião
e ao vício de esperar tudo da oração?

Jesus disse e sorriu. Fiquei calado.
Fiquei, confesso, muito encabulado,
mas pedir, pedir sempre ao bom amigo
é balda que carrego aqui comigo.
Disfarcei e sorri. Pois é, meu caro.
Vamos mudar de assunto. Eu ia lhe falar
noutro caso, mais sério, mais urgente.

Escute aqui, ó irmãozinho.
Meu coração, agora, tá no México
batendo pelos músculos de Gérson,
a unha de Tostão, a ronha de Pelé,
a cuca de Zagalo, a calma de Leão
e tudo mais que liga o meu país
e uma bola no campo e uma taça de ouro.
Dê um jeito, meu velho, e faça que essa taça
sem milagres ou com ele nos pertença
para sempre, assim seja... Do contrário
ficará a Nação tão malincônica,
tão roubada em seu sonho e seu ardor
que nem sei como feche a minha crônica.

Lula Vermelho! E não é de vergonha.

Os intelectuais jantaram ontem com o apedeuta Luís Inácio Lula da Silva. eles que são pagos, boa parte deles, com o nosso dinheiro, foram conversar com esse gênio da política brasileira. Um homem que sem nunca ter lido Maquiavel aprendeu que mentir é próprio dos governantes. Que não importa os meios, o que interessa é o resultado, ainda que se enfie "a mão na merda!" como falou o ator Paulo Betti justificando as falcatruas do PT.

Nesse jantar, depois de uma lapada como se chama o hábito de tomar uma caninha em Recife , porque nosso presidente não dispensa esse prazer, ele confessou: "Dizem que o vermelho está sumido. O vermelho sou eu. Se tem uma pessoa que não precisa de estrela no peito para dizer que é petista sou eu’."

Ainda tem gente dizendo: " Foi o PT que traiu Lula. Foram alguns petistas que enlamearam o presidente. O Lula não sabia de nada mesmo. Esse pessoal do PT foi com muita voracidade e acabou manchando a bandeira ética do partido e atrapalhando o Lula!" Todos são livres para acreditar na fantasia que quiser, mas essa o próprio Lula fez questão de acabar. O PT e Lula são duas faces de uma mesma moeda. uma coisa só! Votar em Lula é votar no PT, no roubo, na bandidagem, no totalitarismo!

U



28 agosto, 2006

ProUni, a farsa!

A Folha de São Paulo em matéria desse domingo, tirou a máscara de mais uma farsa do governo Lula, o ProUni. É mais uma falácia que custa caro para a classe média, essa que paga 27,5 % de imposto de renda, e uma fraude para milhares de alunos pobres desse país.
Veja como o governo Lula vende essa mentira na TV: "O Prouni permite ao aluno que não consegue uma vaga em uma universidade pública ou que não pode pagar uma faculdade privada, que faça um curso superior numa faculdade privada sem pagar nada. É uma oportunidade para o pobre ter um diploma de curso superior."

A Folha provou que na prática o sistema funciona assim: o aluno pobre estuda numa faculdade pé de escada, o dono da faculdade para oferecer a bolsa de estudo ao aluno pobre, recebe isenção em alguns impostos, o que é, sem meias palavras, transferência de renda para os empresários, donos dessas faculdades, oferecendo uma formação de ensino superior deplorável. Esse aluno pobre que já recebeu uma educação ruim na escola básica, sai com o diploma, mas com uma formação ruim. Como sabemos? basta ver os números do próprio governo. Das 492 instituições avaliadas pelo Enade, 237 apresentaram notas 1 e 2, as mais baixas da avaliação. O que essas instituições têm em comum além de um péssimo ensino superior? todas estão cadastradas no ProUni.

E assim a vida segue. Lula manipulando números, se orgulhando em cadeia de TV que em seu Governo mais de 11 milhões de pessoas recebe o Bolsa Família, o que deveria ser motivo de constrangimento, e vencendo no primeiro turno.

27 agosto, 2006

Mário Quitanda... essa nem a ABL fez















No sábado 26, uma repórter da Rede Record de Brasilia, cobria para o jornal local, a Feira do Livro da cidade. A moça, talvez nervosa, custa-me crer que tenha sido por ignorância, falou em alto e bom som: "A Feira do Livro de Brasília esse ano homenageia os 100 anos do poeta Mário Quitanda!" o Velho Quintana talvez risse, ou quem sabe voltasse a escrever os versos que vão abaixo:

A rua dos cataventos



Da vez primeira em que me assassinaram,
Perdi um jeito de sorrir que eu tinha.
Depois, a cada vez que me mataram,
Foram levando qualquer coisa minha.

Hoje, dos meu cadáveres eu sou
O mais desnudo, o que não tem mais nada.
Arde um toco de Vela amarelada,
Como único bem que me ficou.

Vinde! Corvos, chacais, ladrões de estrada!
Pois dessa mão avaramente adunca
Não haverão de arracar a luz sagrada!

Aves da noite! Asas do horror! Voejai!
Que a luz trêmula e triste como um ai,
A luz de um morto não se apaga nunca!

Bilac, só nos resta conversar com as estrelas...


Olavo Bilac. O que se passava em seus pensamentos?

O poema que vai abaixo me deixa envergonhado de rabiscar versos. Os meus, diante desses, é de uma pobreza digna do Bolsa Família. Meus professores de Português me causaram alguns males irreparáveis, meus erros nesse blog comprovam isso, mas devo dizer que eles me deram o prazer de apreciar poesia. Emocionar-se com um verso é humanizar-se! Imaginar as imagens que encerram cada verso é um exercício de sensibilidade intelectual. Que não se goste de política vá lá, é preciso saco para ouvir nossos políticos, mas que não se goste de poesia, não entendo. Vamos aos versos do Bilac


XIII


"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-Ias, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto ...

E conversamos toda a noite, enquanto
A via láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: "Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?"

E eu vos direi: "Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas."

A eleição acabou!

Pronto meus amigos, a festa acabou. Lula governará, sabe lá por mais quantos anos, e a grande pizza será assada com os milhões de votos dos brasileiros, mas com o tempero da incompetência da oposição.

Hoje já se discute sem reservas, os cargos que caberão aos partidos aliados no segundo mandato de Lula. Há inclusive, uma explicação para o pouco empenho dos líderes do PSDB, sobretudo Aécio Neves, na campanha do insosso Geraldo Pinda Alckmin. Fala-se de um acordo do PT com o PSDB, que envolveria Serra e Aécio, para barrar a sanha por cargos do PMDB e não deixar o desinformado Lula nas mãos dessa Ave de Rapina institucional que é o PMDB.

Geraldo Pinda Alckmin brigou com todo mundo para ser candidato. Passou por cima de FHC, teve o apoio falso de Aécio, a ira de Serra, desprezou os números das pesquisas, e sua campanha acaba sem ter começado.

Não iria votar nele no Primeiro Turno, mas contava com o seu crescimento para levar a disputa a um Segundo Turno, Tolice!

Vou aqui me despedindo desses assuntos no blog. O cinismo, a desfaçatez, a ladroagem, venceram a disputa! A nós, defensores da honestidade, da decência na política, das liberdades individuais, fica o lamento, esperemos as trevas elas não tardarão!

Piada do século


Não gosto da Arlete, já disse, mas ela me faz rir. Papai ensinou que deveríamos ser indulgentes com aqueles que nos trazem mais humor à vida. Papai é um homem sábio e seu filho um cabeça dura.
Arlete Sampaio anda copiando sua homônima, aquela atriz da Globo que é impagável em comédia e que ultimamente parece fazer parte do politburo petista dos artistas, o programa da candidata ao GDF tem piadas muito criativas. Já pensaram em Arelete para o Zorra Total? A última, e para mim, a melhor de todas as suas piadas é esta: "Você me dá o seu voto e eu lhe dou a minha palavra!" Acreditar em político já é um esforço, mas acreditar em político do PT é desaforo!

Arlete vai perder a eleição, mas não deve ficar triste. Nem ela nem seu colega de chapa o Comunista Agnelo. A vitória de Lula, infelizmente certa, vai garantir a eles um cargo de confiança e um bom salário, afinal, são obedientes e fiéis ao Chefão da Máfia: D. Lula Corleone.

26 agosto, 2006

Falando em eleição...

Arlete nunca teve a minha simpatia. Seu principal pecado, pelo menos para mim, é ser do PT. Quem ainda vota nesse partido ou é fanático, desinformado, ou bandido mesmo. Mas gostei dos programas da Arlete. Outro dia ela representou a população do entorno como como se fossem bárbaros invadindo Brasília em busca de serviços de saúde e de emprego. Desconfio que com essas imagens ela quis agradar ou assustar o eleitor do Lago Sul, Lago Norte e Plano, afinal o eleitor do entorno não vota no Distrito Federal.
O melhor do Programa da Arlete é o ônibus. Acho que como cobradora ela convence mais do que como candidata. Arlete deveria se dedicar mais a essas atividades recreativas nos "baúzãos" do Plano, faria um enorme sucesso.

O slogan da Abadia, embora não seja o oficial é: "Vamos ampliar o que já estamos fazendo" Não vi o que ela já fez. Não vejo o que ela diz que está fazendo, então, ampliar o quê? Vi no Programa dela um desses puxa-sacos ou paga pau como se diz por aqui, dizendo: "Papai está indo para o senado, mas deixou mamãe para cuidar da gente." Esses poetas do povo são mais hilários que os candidatos.

Não gosto de anular voto, mas tá difícil escolher candidato aqui no DF. Talvez anule o meu voto para governador, votando. Qual o número mesmo daquela moça do PSDC?




Os neopentecostais de Arruda.

Arruda perdeu hoje o meu voto. Estava decido a votar nele para o governo do GDF. Ele vai perder a eleição porque decidi não votar nele? Claro que não! Quem tem 54% de intenções de voto, não deve se importar com um mísero voto, de um mísero eleitor. “- Mas por que você se desencantou com o Arruda, Zé Paulo?”, perguntaria um dos meus 3 leitores. Não tem nada a ver com o velho episódio da violação do painel do senado, naquele caso ele se sacrificou para não entregar gente maior, foi o mártir dos envolvidos, as razões são mais recentes. Vamos a elas:

· Acho um acinte o PFL, um partido importante, comportar-se como legenda de pouca expressão na disputa pelo senado. Primeiro, de forma improvisada e desesperada, lançou a mulher de Paulo Otávio, que de peso político só tem o sobrenome, Kubitschek Depois inventou a candidatura de um empresário, Marcos Cardoso, cuja única credencial é ser amigo do Arruda. (pelo menos foi isso que ele disse no Horário Eleitoral). Alguns dias depois ele sumiu da TV, e agora o partido só exibe um lembrete com o nome e o número do candidato. Não deve ter mesmo o que dizer, está lá só para fazer fita, porque o candidato de Arruda até a raiz, é o Roriz, e ele não esconde isso de ninguém. Uma vergonha para um partido do tamanho do PFL.

· A decepção maior veio hoje. Em comício no Parque da Cidade falando para um público de neopentecostais, o candidato Arruda defendeu o Sanguessuga Pastor Jorge Pinheiro do PL. Aquele que na TV aparecia todo de branco, tentando mostrar pureza, isso depois do PL ser flagrado no escândalo do mensalão, e que recentemente desistiu de concorrer à reeleição à Câmara Federal; menos um, ainda bem! Pois saibam: Arruda disse que o Pastor das ambulâncias superfaturadas, das unidades de saúde com propina, estava sendo vítima de perseguição, até um “Deus Proverá” apareceu no discurso. Pobre de Jesus, só porque levou para o paraíso um dos ladrões que o acompanhava no suplício, todos os outros acham que podem ter o mesmo benefício. Meu critério para essa eleição é não votar em candidato que apóie ou seja apoiado por corruptos. Por isso, José Roberto Arruda hoje perdeu o meu voto. Se ganhar será com um mísero voto a menos.

22 agosto, 2006

Vai ser cínico lá em São Bernardo!

Lula não tem jeito, nunca terá.O homem é um poço de cinismo. Saibam que ele declarou nessa terça a rádio Tupi que as quadrilhas em torno da administração pública são históricas, e que sonha com o dia em que o Brail realizará uma operação Mãos Limpas, que desbaratou a máfia italiana. Ele pede aos que sabem de alguma irregularidade, que continuem denunciando, ajudando o governo a moralizar e a prender os corruptos.

Será que Lula esqueceu ou não sabia? Foi o governo dele, na pessoa de José Dirceu, Aldo Rabelo e outro ministro, que tentou barrar a CPI dos correios, foram até a casa do Roberto Jefferson pedir que o deputado retirasse sua assinatura da CPI. Foi o governo dele, e nenhum outro, tão desmoralizadamente indiciado pela Procuradoria Geral da União pelo crime de formação de quadrilha. O governo dele ainda fez o que pôde para impedir ou mesmo esvaziar a CPI dos Sanguessugas, e olhe que essa investigação só esbarrou em dois ex-ministros, Humberto Costa e Saraiva Felipe, e ainda existem fortes indícios de que a máfia agia em outros ministérios.

Mãos Limpas Lula! Comece a tirar as suas do poder.



O Velho Bakunin já tinha alertado.


Esse Não é Marx, mas Mikhail Bakunin, russo e mais realista que seu colega barbudo.






Vou postar na íntegra um comentário de uma leitora do blog do Reinaldo Azevedo chamada Eliana Maria. Não consegui mandar um e-mail para ela, mas em seu perfil ela diz ter 43 anos, é leonina e mora no Paraná. Antes porém, permitam-me uma pequena digressão: No século XIX as idéias socialistas ganhavam forma na Europa diante das desigualdades provocadas pela expansão industrial. As primeiras foram a dos utópicos, depois vieram a dos marxistas, anarquistas e socialistas cristãos. Todas elas tinham um mesmo objetivo: Diminuir ou acabar com as desigualdades sociais. A marxista ficou famosa e pregava o fim da burguesia e do capitalismo através de uma revolução proletária. Os anarquistas que odiavam com a mesma força os capitalistas e os marxistas, acreditavam que o Estado deveria também ser destruído. Enquanto existisse o Estado existiriam opressores e oprimidos. Seu principal teórico foi o russo Bakunin. veja o que ele alertou sobre os marxistas. ( eis o comentário da Eliana)

Do anarquista russo do século 19, Mikhail Bakunin (1814-1876): "Assim, sob qualquer ângulo que se esteja situado para considerar esta questão, chega-se ao mesmo resultado execrável: o governo da imensa maioria das massas populares se faz por uma minoria privilegiada. Esta minoria, porém, dizem os marxistas, compor-se-á de operários. Sim, com certeza, de antigos operários, mas que, tão logo se tornem governantes ou representantes do povo, cessarão de ser operários e pôr-se-ão a observar o mundo proletário de cima do Estado; não mais representarão o povo, mas a si mesmos e suas pretensões de governá-lo. Quem duvida disso, não conhece a natureza humana."
Alguma semelhança com os petistas e com o governo Lula?

Eis a América do Sul

Frase para o futuro: "Quem estava no volante do planeta quando meu continente capotou?"

A América Latina tem uma vocação para o atraso! E aqui sempre haverá aqueles sábios de esquerda a colocar a culpa do nosso atraso econômico no passado colonial. Dizem esses especialistas: A culpa é dos europeus que nos séculos XVI e seguintes ocuparam nosso continente e roubaram nossas riquezas, como escreveu Edurado Galeano em seu panfleto famoso: As Veias Abertas da América Latina. Quem elegeu esses tolos da foto? os europeus? os americanos?

O mundo se abre, o tamanho do Estado diminui para os serviços ficarem mais eficientes, e esses palhaços governam como se estivessem nos anos 40 e 50! Tenha santa paciência!

21 agosto, 2006

Preconceito e as oposições

Começou a ficar vazio o debate político. Lula prometendo amanhãs que cantam, Alckmim prometendo apenas mais do mesmo, com ética; Heloísa vociferando contra todos e conquistando mentes preguiçosas para o risco que ela representa e Cristovam, como uma Cassandra, falando verdades e ninguém lhe dando atenção.
Lula, ontem, em São Paulo, escondeu a presença do ex-presidente da câmara, criminoso confesso, mentiroso contumaz, João Paulo Cunha, do palanque em que estava. Preferiu atacar Serra de preconceituoso. E a oposição? Preconceito por preconceito, prefiro o de Serra. quero dizer que sou pernambucano, portanto, nordestino, atualmente moro em Brasília, e pasmem, não sou funcionário público, nem chegado a corrupção.
Lembram do Graziano, aquele do Fome Zero? a primeira grande farsa do PT? pois ele disse no dia 7 de fevereiro de 2003 numa palestra na FIESP que os nordestino eram os responsáveis pela criminalidade em São Paulo. Veja as palavras na íntegra: "Temos que criar emprego lá, temos que gerar oportunidade de educação lá, temos que gerar cidadania lá. Porque, se eles continuarem vindo pra cá, nós vamos ter de continuar andando de carro blindado”. O lá é justamente o nordeste. Graziano, paulista e petista histórico, destilou seu preconceito nessa palestra. Houve protesto? claro que não! Petista pode ser racista, preconceituoso, mentiroso, ladrão, que está perdoado, afinal é petista.
Ontem, no blog da Folha de São Paulo, o jornalista responsável pelo blog, afirmou que a campanha do PSDB fez bem em chamar Geraldo Alckmim apenas de Geraldo, pois se até em Minas Gerais estão escrevendo o nome errado, imaginem no nordeste? A Folha que reproduz a tese do PT de que Serra foi preconceuituoso, mantém em seu quadro de jornalistas um pior ainda.
Tudo isso é uma bobagem. O estereótipo paulista para os nordestinos é esse mesmo, paciência. Cabe-nos provar que eles estão errados. Esse ano por exemplo, no exame do Enade, as universidades do Nordeste estão entre as melhores do país.
O que não dá para aceitar é Lula e os petistas de São Paulo posarem de defensores dos nordestinos, quando não são, e a oposição ficar calada, vestindo a carapuça! Batam em Lula! Quebrem os pés de barro desse gigante.

20 agosto, 2006

O bolchevismo do PT



Nunca um livro foi tão importante para entender nosso atual momento político quanto o que foi lançado pela editora Companhia das Letras, chamado: Stálin, A corte do czar vermelho, de Simon Sebag Montefiore. Recomendo a todos que não vêem a vida passar pela janela. Se meus amigos de esquerda lessem tanto quanto falam, também recomendaria o livro, mas sabe como é, esquerdista só lê livro com no máximo 10 páginas e ainda assim com figuras. Esse tem mais de 700 páginas, embora também tenha fotografias.

Ocorreu-me agora um livro dos anos 70, escrito por um autodidata de esquerda, Jacob Gorender, onde com uma espantosa honestidade intelectual, coisa rara num esquerdista, desmontou a tese do PCB à época, que afirmava ter existido no Brasil Colônia um regime feudal, onde os capitães donatários eram os senhores feudais, as capitanias seus feudos e os escravos seus servos, tudo muito simples. Pois bem, Jacob Gorender em Escravismo Colonial, desmontou essa tese, e olhe que ele era membro do partidão, dizendo que o que tinha havido era um sistema escravista que funcionava dentro de um sistema maior, o capitalismo mercantil. Ah se nossos intelectuais de esquerda tivessem a honestidade de um Gorender!

O livro sobre Stálin revela a verdadeira natureza do PT, de Lula e de seu governo. Há vários trechos emblemáticos, deverei vez ou outra recorrer a essa obra em posts futuros. O escritor, colunista e esquerdista Luís Fernando Veríssimo, um crítico contundente de governos corruptos, pelo menos foi assim no governo FHC, anda sem inspiração para falar de corrupção no governo Lula, por que será? Talvez porque, segundo a revista Veja, o governo Federal tenha comprado 3 milhões de exemplares de seus livros para distribuí-los a escolas públicas do país. O que isso tem haver com o livro de Stálin? descubram no próximo parágrafo.

Máximo Gorki, escreve Simon Montefiore, o mais famoso dos romancistas russos do século XX, não era muito apreciado por Lênin, mas caiu nas graças de Stálin no final dos anos 20. Nas páginas 123 e 124 do referido livro, sabemos o quanto esse escritor contribuiu e defendeu a chamada Grande Virada que representou a morte por fome de milhões de camponeses na Rússia, além de elogiar o trabalho escravos dos Kulaks em nome da causa revolucionária. Esse escritor recebeu muitas homenagens e presentes de Stálin, foi o preço de sua colaboração com o regime. Ele, e outros autores comprometidos com a causa eram no dizer de Stálin “engenheiro de almas”.

Luís Fernando Veríssimo foi comprado? não sei, mas que o governo comprou seus livros, comprou.

A verdade! Nada mais que a verdade!

Uma das coisas que mais irrita no parlamento é aquele falsa cordialidade que deputados e senadores distribuem quando se dirigem aos seus pares: Vossa Excelência!

Na CPI dos correios, bandidos, facínoras, cínicos, eram tratados e chamados de Vossa Excelência! Chega de hipocrisia, chamemos as coisas pelo nome.

Que Lula e o seu partido são cínicos não tenho dúvida! o problema é que muitos eleitores brasileiros não vêem isso como um mal, algo repulsivo e digno de anátema, como diriam os antigos... Esses eleitores não se importam com a corrupção comprovada e com o assalto ao Estado. Eles votam em Lula ou por fanatismo ou por interesse imediato. Não querem mudar o Brasil, não pensam nem cogitam que estamos diante de um perigo autoritário, de um partido e de um governo que acredita que tudo é permitido: roubar, mentir, matar, aterrorizar, em nome da causa. É um bolchevismo sem utopia!

O PT, do tempo das bravatas, dizia que havia interesse das elites em não investir em educação, pois assim o povo, essa categoria que a esquerda tanto cultiva, seria facilmente manipulável. Hoje, o PT das negociatas, aproveita-se dessa ignorância e da leniência de parte de uma elite que só pensa no próprio umbigo, para se manter no poder.

Se é para perder a eleição Alckimin ao menos seja com dignidade. Nem você, nem os demais candidatos, têm o direito de não expor as coisas como elas são. O eleitor precisa saber que esse governo foi indiciado pela Procuradoria Geral da União, ao formar uma quadrilha, a expresão não é minha, mas do procurador, com o objetivo de usar dinheiro público, aquele dos nossos impostos, para corromper parlamentares e se perpetuar no poder. Para usar a linguagem direta das massas: Esse governo roubou o Estado, e quem rouba é ladrão! A imoralidade foi tão grande, que o congresso a exemplo do executivo, achou que em tempos de PT e de Lula, locupletar-se não era crime, mas método. Veja o caso dos Sanguessugas!

O eleitor precisa saber que ele é livre, se quiser para os próximos 4 anos, isso se não houver um golpe, um ladrão para governar o Brasil, mas tem de fazê-lo saber que está elegendo cínicos e facínoras!

O que mais irrita na candidatura Alckimin é esse bom mocismo, não é assim que se lida com os bolcheviques do PT. A urbanidade só beneficia o mau caratismo do politburo petista. Não é baixaria, mas a verdade que deve ser mostrada no guia, nua e crua! pode perder? claro! mas prestará um favor ao país e a História.

18 agosto, 2006

Leviandade... eu penso que não.

O colunista da Folha, um jornalista que mora em Brasilia cujo nome é Kennedy Alencar, escreve que associar o PT ao PCC é uma leviandade do PFL e do PSDB, no caso também minha porque num post do dia 15 fiz essa associação. Kennedy é um homem bom. Em sua coluna ele expõe um desejo pessoal, mas esconde, diz que é apenas uma opinião sensata do governador de Minas Aécio Neves, tucano, ma non troppo! que sonha com uma aliança entre o PSDB e o PT.

Disse no meu post que não havia provas dessa associação entre o PT e o PCC, mas indícios, e sinceramente, acho bem possível sim. O PT até hoje se recusa a chamar as FARC de organização terrorista. Recebeu em seus encontros, membros, como o padre medina que ao invés de rezar missas pega em fuzil, das FARC. Não esqueçam que o Fernandinho Beira-Mar foi preso na colômbia e onde ele estava? com as FARC.

Se o PCC, e isso é fato, tem uma predileção pelo PT, algum motivo existe e não é apenas a mesma natureza criminosa dessas... como direi... organizações.

Vou dar uma pista para os incrédulos. Observem os locais de cativeiro de pessoas sequestradas em São Paulo. Dêem uma circulada pela região e vejam quais os candidatos que estão pintados nos muros. Vi mais de uma propaganda do Berzoini, aquele ministro que obrigou os velhinhos de 80 anos a se recadastrarem na previdência, segundo ele para combater as fraudes. Berzoini e o PT são egoístas, querem afanar sem concorrentes.

Eu queria ter essa visão superior do Kennedy Alencar, mas até agora acho que o PT e o PCC são duas faces de uma mesma moeda. Você já ouviu algum figurão do PT criticar o PCC? Se houvesse brecha acho até que o partido cederia a sigla para um Marcola.

Meninos, eu vi! antes...

Não sei se fui o primeiro, mas com segurança afirmo que esse blog chamou atenção para um fato que a Grande Mídia só vem tratando nos últimos dias: Os símbolos do PT desapareceram. Vejam o que postei no dia 09 de agosto:

Nas campanhas publicitárias, nos adesivos dos candidatos, (até no canteiro do Palácio da Alvorada D. Marisa plantou a Estrela), nas lojas do partido, a grande vedete era a Estrela do PT. Na campanha de 2002, o símbolo foi uma criança sorridente, abraçada carinhosamente a dita Estrela, como a desejar a vitória do partido naquelas eleições. Ah os simbolismos... eu que já fui eleitor de Lula, todos têm direito a uma loucura, e outros tantos milhões, éramos ingênuos como aquela criança, desinformados e estávamos iludidos.

Hoje desafio vocês a encontrarem a estrela do PT nas ruas, nas campanhas publicitárias, nos adesivos dos candidatos do PT. Ela sumiu! Quando aparece, está pequenininha, como se estivesse a milhões de anos-luz, quase imperceptível e sem nenhum brilho.

A Folha on line apurou que a idéia de se enxugar a máquina do governo num eventual segundo governo Lula, que Deus nos poupe desse castigo, vem tirando o sono dos dirigentes do PT. Esses "homens do povo" não aceitam abrir mão de uma mamata pública. Onde, com a escolaridade que a maioria tem, conseguiriam um emprego com salários tão altos? Soube que nos bastidores já existe pressão da cúpula do Politburo petista para enterrar essa idéia "neoliberal" da equipe técnica do governo. É o velho adágio que diz: "em tempo de farinha pouca meu pirão primeiro" Essa é a natureza do PT

O TSE puniu Lula com uma multa de 900 mil reais por ele ter usado dinheiro público na campanha presidencial, mas o presidente não deve estar incomodado. Quem tem um amigo, compadre até, como o Paulo Okamoto, que quando era um simples assalariado pagou uma dívida do presidente de 29 mil reais, porque não daria uma ajuda maior ao amigo que lhe conseguiu um emprego no SEBRAE que lhe paga 30 mil reais por mês?



15 agosto, 2006

Loló e seus admiradores

Heloísa Helena, também conhecida como Loló, reclamou ontem no debate que sua campanha não tinha dinheiro, era singela. Talvez se os banqueiros dessem uma contribuição para Loló, ela não falasse tão mal assim do capital financeiro. Não gosto da Heloísa Helena, sua verborragia me irrita. Aquele jeito louco de expor idéias é antes uma maneira de não explicá-las, mas a julgar pelas pesquisas, tem muita gente que vota em Heloísa Helena justamente por ela não dizer nada.

Um amigo professor, não revelo o nome porque ele não me autorizou, disse numa conversa informal que quem vota em Lula é tão corrupto quanto o presidente e o seu governo. Não sou assim tão radical, acho que o eleitor de Lula é apenas tolo. Para ele, Lula rouba, mas como é do "povo", do PT, ele pode roubar... mas eu falava de Loló.

Depois de Antonhy Garotinho, agora foi Roberto Jefferson, que em seu blog declarou voto em Heloísa Helena. A julgar por esses apoios, que ela não pediu é bom lembrar, nossa Joana D'arc do sertão que tanto luta contra a corrupção, tem atraído o apoio de homens e políticos que não são, ou não foram, talvez nunca serão, tão decentes na política. Imagino que daqui a um tempo boa parte dos sanguessugas declarem apoio a Loló. Talvez os únicos bandidos a não apoiarem HH sejam os do PT, esses já tem seu próprio ídolo.

14 agosto, 2006

O PCC... braço armado do PT?

Eu sei que esse post é uma provocação, mas e daí? seria a hipótese tão leviana assim? seria por acaso inverossímil? Não existem provas é fato, mas existem indícios, e não são poucos!
Talvez o PCC não seja mesmo ligado ao PT, mas é fato que o partido do crime não gosta do PSDB nem do PFL, chegou inclusive a mandar matar um vereador do PSDB de uma cidade do interior paulista.

Duas coincidências suspeitas: Em comício na cidade de São Paulo, o candidato Aloizio Mercadante, senador do PT, e o ministro da Justiça Márcio Thomás Bastos, discursaram sobre segurança pública, horas depois o estado de São Paulo sofria uma nova onda de ataques do PCC como a provar que o governo estadual não tem controle da situação. (Alguém tem?) Após a entrevista de Lula ao JN, muito gente ligada ao PT reclamou da dureza das perguntas e da falta de cortesia dos entrevistadores quando chamaram Lula de candidato, (o que ele era ali então?) coincidência ou não, 2 dias depois um jornalista da emissora é sequestrado e a TV Globo é chantageada sob pena de ter seu jornalista morto, caso não divulgasse o vídeo do PCC.

Se não existe ainda a união de propósitos do Partido do Crime, o PCC, com o Partido do Terror, o PT, eles caminham juntos na tentativa de acabar com o Estado de Direito.

O PCC dá as cartas!

Desde o dia 10 não escrevo no blog e não é por falta de assunto, mas de tempo mesmo. Preciso ser mais disciplinado e anotar em algun lugar, mesmo que na palma da mão, os assuntos que considero relevantes para postar para vocês, ainda que vocês só leiam muito tempo depois.

A notícia desse fim de semana foi o sequestro do jornalista da TV Globo e seu auxiliar técnico pelos membros do PCC. A continuar as coisas assim, ficarei com medo de andar de avião no Brasil, principalmente indo ou saindo de São Paulo.

Quem assistiu ao vídeo do PCC, está na internet para qualquer um ver, viu que os bandidos estão muito bem assessorados. Ainda que o meliante que aparece no vídeo não domine lá a leitura, isso em tempos de Lula não é um problema, percebe-se que eles se escondem atrás de um vocabulário jurídico e em torno de uma suposta causa justa, isto é, querem o fim do RDD ( Regime Disciplinar Diferenciado) que consideram ferir os direitos humanos e a constituição.
Alguém já perguntou a algum bandido se ele respeitou os direitos humanos de suas vítimas? Seria justificado o uso da violência, de qualquer violência, em torno de uma causa?

Eu sei porque os líderes do PCC estão tão revoltados. Vendo TV, quiçá acessando a internet, eles não se conformam quando vêem deputados, ministros, ex-ministros, ex-deputados tão ou mais criminosos do que eles, passeando sossegadamente e curtindo a impunidade numa boa.

Já passamos há muito tempo do limite do razoável. O que virá depois? bandidos-bomba a explodir ônibus, prédios, restaurantes, hotéis, se sacrificando em nome de Marcola e da dignidade dos presos?

10 agosto, 2006

Aperta que ele confessa!

Caso Lula tivesse sido torturado na época que ficou preso pelo regime militar, e não, beneficiado pelo regime, não custa lembrar que ele recebe do Estado uma pensão de quase 4 mil reais por ter ficado um mês preso, tenho certeza que antes do primeiro minuto de tortura ele entregaria todo mundo. Pressionado por Bonner, o presidente, irritado, afirmou que afastou os envolvidos nos escândalos; citou o José Dirceu e sem ser perguntado, também citou o Palocci, demorasse mais tempo a entrevista, entregaria mais gente. Acho até que ele finalmente diria que foram os traidores... esse mistério Lula não vai revelar tão cedo.

Outro ponto da entrevista que me fez rir foi o presidente afirmar que não fez dívida com o PT e por isso, não pagou nada. Se o Paulo Okamoto, (é compadre de Lula), quis pagar uma dívida de 29 mil reais, que para Lula não existia, problema de Okamoto, disse o presidente, sem se dar conta que contradizia o depoimento do amigo dado à CPI. Indagado se a resistência do Sr. Okamoto em abrir seu sigilo não poderia reforçar a idéia de alguma irregularidade, o presidente reagiu: "Todos tem direito de preservar o seu sigilo bancário!" Todos, menos o caseiro Francenildo não é Lula? Aliás Francenildo que teve seu sigilo ilegalmente violado, mas depois fez questão de expô-lo oficialmente, provou que não tinha nada a esconder. Já Okamoto... Não há ninguém que tenha coragem de violar o sigilo do Sr. Okamoto e revelá-lo para imprensa?

Lula no JN

Quero primeiro externar o meu desconforto ao assistir o candidato Lula sendo entrevistado no Palácio da Alvorada, residência ofocial do presidente da república. Deveria, em nome da democracia, ter ido aos estúdios do Jornal Nacional. Mas a entrevista foi muito boa, menos para Lula. O casal Bonner e Fátima foram impecáveis nas perguntas. Desconcertaram tanto o candidato que ele chegou a cometer um "ato falho", para mim um lapso de honestidade, ao afirmar que no seu governo o salário está caindo.

Bonner e Fátima fizeram as perguntas pertinentes e desmoralizaram o raciocínio confuso do candidato quando ele afirmou que os escândalos não maculam o PT, mas apenas alguns indíviduos, ainda que esses indíviduos tenham sido da cúpula do partido e do governo. Acuado, o presidente apelou para as metáforas. Comparou-se a uma mãe, esqueceu que nesse assunto Fátima é mais praparada do que ele, que muitas vezes não sabe de tudo o que seus filhos fazem... então Fátima lembrou ao candidato que o povo não quer uma mãe zelosa, cega de amor, no governo, mas um presidente.

Bonner o chamou à razão quando questionou se ele acreditava na competência e na indoneidade do procurador geral da república que denunciou uma quadrilha que se formou em volta de seu governo, sem saída, o candidato teve que dizer que acreditava, e portanto as acusações do procurador não eram vazias.

Sobre o procurador, Lula usou um artifício que talvez funcione para os seguidores da Igreja PT, ou pra os desinformados. Disse que em seu governo os procuradores indiciam, no anterior, referia-se a FHC, engavetavam. A diferença candidato é que boa parte das denúncias do passado, feitas pelo PT, não tinham provas, deviam ser bravatas; as de agora, existe prova material e testemunhal. Se não houve o engavetamento não foi por honestidade do governo, mas porque as provas não podiam ser ignoradas.


Cristovam no JN

O candidato Cristovam teve os seus mais importantes minutos nessa campanha eleitoral, ontem, na entrevista ao Jornal Nacional. Duros nas perguntas, como devem ser, os jornalistas insunuaram logo de início se pelo fato do candidato ter perdido a reeleição de 1998 para o governo do DF não seria uma prova de que o eleitor o reprovara no governo. Cristovam nesse ponto foi certeiro: "Perdi porque não menti. Afirmei que não daria 28% de aumento ao funcionalismo, meu opositor disse que daria, cerca de 15 mil votos mudaram a favor dele, ele ganhou e não deu o aumento."

O casal de entrevistadores insistiu, dessa vez com sua demissão do ministério da Educação pelo presidente Lula, e nesse ponto, Cristovam poderia ter se saído melhor. Embora tenha dito que saiu porque incomodava o governo, seria mais didático e objetivo se dissesse que foi demitido porque para Lula a Educação não era prioridade. Se quisesse uma frase de efeito poderia ter dito:Eu queria acabar com o analfabetismo, Lula não, por isso fui demitido.

O candidato foi feliz quando usou uma comparação pertinente: "Por que em qualquer cidade desse país, rica ou pobre, uma agência do Banco do Brasil é sempre igual, assim como o salário de um funcionário desse banco é o mesmo, more ele em Brasília ou em Unaí, e nossas escolas são tão desiguais?" Uma frase perdida no ar foi marcante: "Se educação fosse realmente importante, se as pessoas valorizassem mesmo a educação, eu não estaria com 1% nas pesquisas." Se Cristovam ganhou votos? não sei, certamente ele não perdeu, até porque de onde ele perderia?

09 agosto, 2006

Onde está a Estrela do PT?

Meus amigos, assim como as intenções de voto de Geraldo Alckimin, esse blog vem registrando queda nas visitas, talvez eu deva passar por uma metamorfose ideológica e começe, ou a falar bem de Lula, ou a usar a verborragia de uma Heloísa Helena para atrair visitadores... mas sabe como é, se é para falar e/ou ouvir mentira, esperemos o horário eleitoral.

O assunto desse post é sobre a Estrela do PT. Vocês sabem como ela foi elaborada? alguns amigos numa mesa de bar, sindicalista não vive sem tomar uma, pensavam, e para isso tinham que estar de porre, como criar uma logomarca para o PT. Conversa vai, conversa vem, desenharam uma estrela que deveria brilhar, quiçá, como a de Belém, encaminhando os brasileiros para homenagear o nascimento do partido redentor.

Nas campanhas publicitárias, nos adesivos dos candidatos, (até no canteiro do Palácio da Alvorada D. Marisa plantou a Estrela), nas lojas do partido, a grande vedete era a Estrela do PT. Na campanha de 2002, o símbolo foi uma criança sorridente, abraçada carinhosamente a dita Estrela, como a desejar a vitória do partido naquelas eleições. Ah os simbolismos... eu que já fui eleitor de Lula, todos têm direito a uma loucura, e outros tantos milhões, éramos ingênuos como aquela criança, desinformados e estávamos iludidos.

Hoje desafio vocês a encontrarem a estrela do PT nas ruas, nas campanhas publicitárias, nos adesivos dos candidatos do PT. Ela sumiu! Quando aparece, está pequenininha, como se estivesse a milhões de anos-luz, quase imperceptível e sem nenhum brilho.

Nessa eleição, até os candidatos do PT tem vergonha do partido e da estrela que os simboliza, não fosse assim, não a estariam escondendo. Até o vermelho, vermelhão, anda sumido nas bandeiras dos distritais. Esses candidatos se pudessem nem diziam que estavam concorrendo pelo PT.

Surpresos com o indulto? eu não!

A imprensa divulgou, analistas reclamaram, políticos reagiram, mas honestamente não me surpreendo com a decisão da justiça de São Paulo de beneficiar 11 mil presidiários, incluindo membros do PCC, com o indulto do dias dos pais.
Ano passado nosso congresso deu o indulto a vários parlamentares que cometeram e que confessaram crimes contra a lei eleitoral e de corrupção. As únicas exceções foram José Dirceu, Roberto Jefferson e Pedro Correa, e só foram cassados porque não cassar ninguém seria uma desmoralização maior ainda.
Considero, e já escrevi aqui, a corrupção o pior dos crimes. Comparo o corrupto ao mais abjeto estuprador ou assassino em série. Se o congresso decidiu perdoá-los, porque a Justiça não daria uma mãozinha aos meliantes do PCC?

07 agosto, 2006

Novos e nossos Heróis

A primeira vez que visitei Brasilia foi em julho de 2001. Como todo turista, fui até a Praça dos Três Poderes, conheci todo o conjunto arquitetônico e, claro, visitei o Panteão da Pátria. Lá, estão os chamados heróis do Brasil. Tem de Zumbi a Tiradentes. O Brasil é um país de heróis ecléticos. Por isso lanço uma campanha para que o nosso Panteão seja acrescido de mais três nomes: Roberto Jefferson, Luís Antônio Vedoim e Darcy Vedoim. Qual o heroísmo deles? Ter mostrado ao país a verdadeira natureza do PT e do governo Lula. Se a democracia, o Estado de direito, e as liberdades individuais aindam resistem, foi por conta das afirmações desses homens, heróis tão humanos, que não se incomodam de serem chamados de corruptos, porque são, mas que não admitiram descer ao esgoto sozinho, trouxeram consigo, o Q.G da corrupção: o governo Lula.


06 agosto, 2006

Lula e a tentação totalitária 2





Eles também fizeram uma constituição...







Revisitando a história política de nosso país, escolhi dois momentos em que o poder executivo se arvorou no direito de convocar e outorgar uma constituição para o Brasil. Em 1824, o imperador D. Pedro I que havia convocado uma assembléia constituinte em 1823, dissolveu essa mesma assembléia, por ela ter tentado limitar seus poderes de rei. Os deputados foram cassados e o nosso rei fez uma constituição como ele mesmo declarou: “Digna de mim e do país!” A primeira constituição do Brasil foi portanto, autoritária na origem.

Em 1937, o então presidente Getúlio Vargas, depois de armar a farsa do Plano Cohen, dissolveu o congresso, censurou a imprensa, cancelou as eleições, e instaurou a ditadura do Estado Novo. Para esse novo período e para não ser acusado de golpista, adotou uma nova constituição, a polaca, rasgando a carta de 1934, bem mais democrática.

Em ambos os casos, foi do executivo a proposta de uma nova constituição e em ambos os casos, o executivo atuou com violência para aprovar uma carta constitucional que lhe desse plenos poderes, limitando, controlando ou mesmo excluindo o poder legislativo.

Lula, há uma semana, propôs uma nova constituição. A história política de nosso país ensina o quanto essa proposta é perigosa para a democracia.

Lula e a tentação totalitária 1

Nossa democracia, que Frei Beto diz não gostar, prefere a cubana, ou quem sabe a chinesa ou a norte-coreana, está ameaçada sim. Se vocês valorizam a liberdade de expressão, de pensamento e os direitos individuais, trabalhem contra a reeleição do presidente Lula.
Antes que os apressados me acusem de estar propondo um golpe, incitando pessoas a não aceitarem a vitória de Lula na eleição, tranqüilizo-os que proponho derrotar Lula e o PT nas urnas, afinal de contas, quem parece querer dar um golpe é o presidente, como vocês verão em seguida.

Em entrevista a esse blog o candidato Cristovam Buarque, do PDT, disse estar preocupado com o risco totalitário que a reeleição do presidente Lula, principalmente se ela vier no primeiro turno, pode representar para o país. Em campanha pelo Recife, ontem, Cristovam repetiu o discurso, reafirmando o temor de entrarmos numa ditadura de esquerda, caso Lula vença as eleições.

Não acreditem nas minhas palavras ou mesmo nas do candidato Cristovam, mas acreditem nos fatos e na História de nosso país. Vamos aos fatos:

1) Qual o governo que recém-eleito, propôs a formação de um Conselho de Notáveis, formado por nomes escolhidos pelo presidente, o tal Conselho de Desenvolvimento Econômico, e que alguns líderes do governo e do PT sugeriram que substituísse o congresso, num claro ataque a um dos poderes da república? O congresso, bem ou mal, foi eleito pelo povo e esse conselho foi escolhido... pelo presidente.

2) Sabe quanto tempo durou o processo de expulsão da senadora Heloísa Helena do Partido? menos de 1 semana. A senadora, reafirmo que não tenho nenhuma simpatia ideológica por ela e a considero uma falsa moralista, foi expulsa num típico processo stalinista, por cobrar coerência do partido e não compactuar com as falcatruas do mensalão. Já Delúbio Soares, tesoureiro do partido, mesmo sendo um criminoso confesso, mesmo afastado da executiva, continuou usando carros e advogados pagos pelo partido, até sua expulsão, ocorrida meses depois, e só ocorreu porque a situação se tornou insustentável. Por que essa diferença no processo de expulsão desses dois militantes? Por que Delúbio se portou como um militante fiel, assumindo toda a culpa pelo mensalão, culpa que caberia aos chefões do partido, a saber, José Dirceu, José Genoíno e o próprio presidente. Já Heloísa passou a ser um estorvo, alguém que lembrava ao partido as velhas bravatas da época de oposição, por isso foi tão rapidamente defenestrada.

3) Que governo tentou por duas vezes implantar o tal Conselho Federal de Jornalismo, ameaçando a liberdade de imprensa no país? Que governo chegou a pedir a expulsão de um jornalista, por ele ter escrito, baseado em entrevistas, que o presidente apreciava Whisky e outros destilados em demasia? Que governo tentou recentemente, restringir a atuação de vários profissionais na imprensa porque eles não tinham diploma de jornalista? Que governo finalmente, fez a ameaçadora proposta, inconstitucional por natureza, de convocar uma Assembléia Constituinte para fazer uma reforma política? Talvez alguns retruquem: o governo voltou atrás em todas elas, é verdade, mas só o fez por pressão da sociedade civil, deixando claro que não aprecia nem as liberdades, nem as instituições democráticas.

04 agosto, 2006

Fidel, Frei Beto e a Democracia


Santo Tomás de Aquino




Ah que falta faz um Santo Tomás de Aquino!








Frei Beto


Por enquanto ainda vivemos numa democracia e isso é muito bom. Vivéssemos no mundo que o PT e o governo Lula deseja para nós, eu iria preferir passar um tempo no Líbano. Mas eu elogiava a democracia... hoje li no Correio Braziliense na seção de Opinião, um artigo do Frei Beto, aquele que era conselheiro espiritual e moral do presidente Lula, mas que pediu em 2005 para deixar o governo e sua missão junto ao presidente, viu que Lula e o seu governo eram um caso perdido. Pois bem, nesse artigo,( vale a pena ler, é engraçado), o padre e militante petista faz uma defesa emocionada de Fidel e de seu regime que para o frei está sendo muito bom para os cubanos, vai ver que é por isso que Frei Beto não mora em Cuba, apenas faz turismo na ilha. E claro, deseja uma rápida recuperação ao "comandante". Não quero ser pessimista, mas existem rumores que Fidel já foi se encontrar com o capeta.

O artigo de Frei Beto acusa nossa democracia, a ocidental judaico-cristã, de ser hipócrita. Quem sabe ele deseja a democracia de Cuba, onde quem ousa contestar o regime do comandante, ou quem deseja um "outro mundo" é simplesmente executado.

É justamente nas questões das execuções sumárias que o artigo é mais interessante. Afirma Frei Beto que como cristão é absolutamente contra as execuções sumárias em Cuba, e ataca: "porque não se protesta também contra a pena de morte nos Estados Unidos e os assassinatos cometidos pela polícia militar no Brasil?" Hummm... é aquele velho raciocínio que mistura coisas diferentes para justificar o injustificável! Eu sou contra a Pena de Morte em qualquer lugar, mas a principio, a pena de morte é prevista para crimes hediondos, como estrupros, assassinatos e outros crimes dessa natureza. Em Cuba, o crime hediondo é pensar contra o regime. Na caso da pena de morte nos Estados Unidos existe um rito jurídico, às vezes o condenado espera anos até sua sentença ser aplicada, em Cuba o julgamento é sumário, mata-se sem demora!

Quanto aos assassinatos cometidos por policiais militares, quem nesse mundo de Deus se declara a favor? Quantas Ongs, que o frei tanto defende, não protestaram contra essa brutalidade? o que isso tem a ver com a ditadura em Cuba? Estranhei de início o fato do frei não ter mencionado os policiais mortos pelo PCC, depois lembrei que até hoje nenhum petista de peso condenou os ataques dessa facção criminosa, preferiu atacar a polícia e o governo de São Paulo. Por que será?

Vocês devem estar pensando que estou desejando a morte do Fidel, Deus me livre! Ao contrário do "comadante", eu não aprecio a morte de ninguém, ainda que esse alguém pense diferente de mim.

Mas vocês estão avisados: o sonho de democracia do PT e do governo Lula é aquele que está no artigo do Frei Beto, uma democracia à Cubana.


03 agosto, 2006

"Mais Quatro? Nem pensar!"


A imagem diz tudo. Precisa mais?

O Cínico e o Cinismo


Diógenes em seu barril antes de
ser importunado por Alexandre.





Aos 15 leitores desse blog, houve tempo em que só havia 1, o título desse post pode indicar que falarei mais uma vez dos políticos e da política. Não, dessa vez vou falar de coisa realmente séria.
Na antiga Grécia no Período Helenístico, época que o manda-chuva era Alexandre, o grande, desenvolveram-se algumas teorias filósoficas sobre Ética. Bons tempos aqueles em que se pensava sobre esse assunto. Uma dessas correntes foi o cinismo. Basicamente a doutrina cínica consistia em "afastar-se dos bens mundanos e concentrar-se na virtude como único bem digno de se ter", como ensina o filósofo Bertrand Russel em seu livro História do Pensamento Ocidental. Calma aí, diriam os 15 leitores que fizeram a caridade de acessar esse blog, esse cinismo não parece ser uma coisa negativa, por que então as palavras cínico e cinismo são hoje em dia um insulto? Bertrand Russel na obra já citada esclarece: "[os cínicos] tinham uma atitude oportunista perante a vida, enchendo as mãos nos tempos de fartura, mas sem se lamentar quando chegavam os dias de escassez; desfrutando a vida quando podia ser aproveitada, mas aceitando os reveses da sorte com um dar de ombros. Deste aspecto da doutrina a palavra "cínico" adquiriu seu significado pouco lisonjeiro" Em outras palavras, os cínicos eram indiferentes às coisas, às pessoas, aos bens materiais, se pudessem aproveitar, tudo bem, se não, paciência.
O mais famoso do cínicos, por incrível que pareça não está na lista dos Sanguessugas, foi Diógenes, que segundo a lenda vivia em um barril e certa manhã jogou fora uma cuia na qual bebia água porque considerou que não precisava dela, podia beber água com as mãos. A parte mais famosa dessa lenda vai transcrita abaixo:
"Diógenes levava uma vida tão primitiva quanto a de um cão, o que lhe valeu o apelido de "cínico", que significa "canino". Diz a lenda que ele mora num barril e que Alexandre certa vez foi visitar o famoso homem. O jovem macedônio pediu-lhe que formulasse um desejo, que seria atendido. "Afasta-te da minha luz", foi a resposta, e Alexandre ficou tão impressionado que retrucou: "Se eu não fosse Alexandre, gostaria de ser Diógenes".
PS: Pense bem antes de chamar um político de cínico, não ofenda a memória do velho Diógenes.

01 agosto, 2006

Não voto, mas torço!

Trasferi meu título para Brasilia em 2004 quando aqui vim morar. O objetivo inicial era evitar o contratempo de ter que justificar minha ausência nas eleições municipais daquele ano, meu domicílio eleitoral era em Recife. Além do mais, em 2005 haveria o famoso referendo das armas e por isso seria mais fácil transferir logo o título para o DF.

Não voto mais em Recife e isso em parte é muito bom. De Humberto Costa só estou interessado nas suas explicações na CPI dos Sanguessugas, e de Jarbas, que explique sua atração por menores de idade. Contudo uma coisa, uma só, me entristece. Não poder votar em Raul Jungman (PPS-PE) para a câmara federal. Por isso faço uma declaração, não de voto, mas de torcida, para que os pernambucanos sérios, e existem muitos, pena que boa parte está fora da política, votem e elejam mais uma vez o deputado Raul Jungman que enobrece um parlamento que a cada dia se parece mais com aquelas ruas estreitas do centro do Recife.

Hoje voto em Brasilia, e isso não facilita a minha escolha. Para senador estou perdido. Para governador pior ainda. A minha única certeza é que votarei numa legenda para a câmara distrital e federal, e a legenda será aquela que não possuir parlamentares envolvidos em casos de corrupção.