21 julho, 2006

Cinco Anos

A maior tolice dos amantes
é não expressar o que o coração sente.
é não dizer, mesmo displiscentemente
que ama, ainda que de forma estressante.

Mas, a maior de todas as tolices,
é esquecer, ainda que por um minuto,
o dia em que o relativo virou absoluto,
o dia que conheci os lábios de Clarisse.

Esse post é em homenagem a minha esposa. Os versos acima, foram escritos quando completamos cinco anos de namoro, hoje estamos completando cinco anos de casados. O que talvez para ela possa representar 50, não é fácil viver comigo.

Nenhum comentário: